28/10/2018 às 07h00min - Atualizada em 28/10/2018 às 07h00min

O encontro do casual com o luxo

Letícia Manzan está na contagem regressiva para mais um desfile no Minas Trend

ADREANA OLIVEIRA
A estilista uberlandense Letícia Manzan conta histórias em suas coleções | Foto: Divulgação
Assim como as mulheres que inspiram suas coleções, a estilista uberlandense Letícia Manzan amadurece sem perder a essência e aquela vontade de se reinventar mantendo sua identidade. Na próxima terça-feira (29) ela realizará seu terceiro desfile no Minas Trend, em Belo Horizonte, considerada uma das maiores feiras de moda da América Latina. 

Em abril de 2017 ela estreava com sua coleção Tailândia, na qual narrava a trajetória de uma menina que se encantava durante uma viagem. “Todas as viagens, tudo que a gente faz, todas as vivências contribuem com nossa criatividade, a gente só não pode parar no tempo”, comenta a estilista, em entrevista ao Diário de Uberlândia em sua loja/ateliê no bairro Fundinho.

Além das viagens de pesquisa e lazer, Letícia viaja muito a trabalho. No último ano realizou a Manzan Fashion Trip, tour na qual visita as lojas que revendem sua marca para fortalecer os laços com as lojistas e clientes. “Temos 78 pontos de venda de norte a sul do Brasil, as lojas de Uberlândia e São Paulo e inauguramos recentemente um espaço para receber os lojistas na capital paulista”, explicou.

Letícia afirma que tem muito orgulho de ser e de dizer que é de Uberlândia por todos os lugares que passa. “A moda brasileira e uberlandense são destaques em eventos como o Minas Trend, que é o maior salão de negócios da América Latina, como na boca do povo. Todo mundo fala que as uberlandenses estão bombando e que as estilistas de nossa cidade são reconhecidas nacional e internacionalmente. Isso é uma felicidade, por mim e por todas do segmento. Tenho orgulho de ser dizer que sou estilista de Uberlândia”.

Para o inverno 2019 aquela menina reaparece como uma mulher mais madura que atravessa as tulherias parisienses em busca de combinações desconstruídas e ousadas na coleção “Jardins de Toulerie”. “É uma história dessa menina que era a viajante da Tailândia, onde encontrou o universo da Tatuagem, tinha a pegada sexy da coleção Boudoir e começou a estudar sobre moda e se apaixonou pela tendência anos 80 da época, que foi a coleção Disco Gyn. Ela virou uma fashionista e por isso está na Semana da Moda de Paris e entre um desfile e outro passeia pelos Jardins de Toulerie, daí veio o tema”, contou ela que no dia da entrevista estava com 26 looks pré-editados para o desfile.

Na passarela serão vistas novas proporções com shapes inusitados, materiais sofisticados em modelagens mais modernas. É um inverno nas cores rosé, azul, lilás, vinho, ouro light, prata, preto e tons fluorescentes em amarelo e laranja. Tules com texturas e pedrarias, tecidos metalizados, lãs e couros, convivem com o casual de moletons, nylons e o jeans que a estilista trouxe para esse universo eclético.

“Abrimos com tons pasteis, transparências, com essa parte mais feminina e fechamos com os tons neons fluorescentes de amarelo e laranja que são as principais tendências do momento no que diz respeito a cartela de cores”, explicou ela que confirmou a transmissão do desfile pelo Instagram da marca (@manzanleticia).

Inclusive, esses looks são facilmente elegíveis para as festas de fim de ano. Segundo Letícia, as pessoas estão mais preocupadas em ter mais leveza, querem uma roupa que podem repetir. Não querem fazer um investimento muito alto em uma roupa muito datada. “As grandes apostas são os tons metalizados e o vermelho marsala é uma grande tendência, ou seja, pode usar no Natal e no inverno 2019”.

Letícia percebe que as mulheres estão também mais preocupadas em se proteger do sol. “A quantidade de mulheres que querem usar manga longa triplicou. Elas continuam querendo valorizar o corpo, marcar a silhueta, modelagem ajustada só que agora de manga longa. Temos usado muitos tecidos tecnológicos para que a roupa seja fresca. É um grande desafio pra gente”, explicou a estilista.

Letícia comenta que os chapéus e óculos também estão em alta. Neste ano ela lançou sua primeira coleção de óculos, que considera um sucesso. “São aproximadamente 15 modelos de óculos de sol que foram super bem aceitos e com preços acessíveis. São óculos com muita informação de moda. Os óculos e até mesmo o chapéu são acessórios que podem ser atemporais e dar um upgrade no look”.

CÓPIAS

Letícia Manzan está sempre em contato com suas clientes e seguidoras em redes sociais como o Instagram. São mais de 100 mil seguidores conquistados de forma orgânica e diária. A repercussão de suas roupas, usadas por muitas celebridades brasileiras, têm chamado atenção para seu nome. Mas ao mesmo tempo, tem gerado um número alto de cópias por ai, principalmente a partir da coleção Boudoir, cujo look de Fátima Bernardes na transmissão do Carnaval da Globo no ano passado gerou mais de um milhão de “likes”.

“Tem gente que fala que a gente deve lidar com a cópia como admiração, como inspiração para outras pessoas. Eu não vejo bem assim. Sempre olhei a moda de uma outra forma, sempre estudei e me munir de novas ferramentas para não olhar o meu vizinho e ver o que ele está fazendo. Temos que olhar o produto e a moda como um todo e o mais triste é quando tentam copiar sua identidade”, comentou.

Ela ressalta que há casos em que recebe mensagens de uma pessoa que não tem condições de adquirir um vestido e pede o nome do tecido, pede para mandar para a costureira e depois manda a foto para ela e agradece. São casos pontuais, diferentes de grandes ateliês teoricamente com uma equipe grande de criação por trás. “Isso faz com que quem tem esse tipo de atitude esteja sempre um passo atrás e eu faço questão de estar sempre um passo à frente”.

CELEBRIDADES

A reportagem pergunta à Letícia Manzan sobre como funciona o relacionamento com as celebridades. Elas pagam ou não pelas roupas? A estilista afirma que não paga para que usem sua marca. “Temos uma assessoria de imprensa em São Paulo que começou a ser procurada por pessoas que hoje são grandes amigas como as apresentadoras Daniela Albuquerque, a Ana Hickman e Luciana Gimenez. Isso faz parte de um processo de divulgação da marca. Várias pessoas pagam para que elas usem suas roupas, nós não. Nossa contrapartida é um look de arrasar, não é uma parceria comercial”, explicou.

Muitas das celebridades que às vezes usam um look e devolvem acabam comprando algumas peças posteriormente para seus closets. “Hoje a maioria delas escolhem a Manzan pelo desejo de usar a marca e não por uma parceria comercial. Foi assim quando a Ana Hickmann nos procurou para fazer um look exclusivo para ela usar no baile da Vogue deste ano que foi o maior sucesso”, disse Letícia.

“AGORA E PARA SEMPRE”

Ronaldo Fraga é novo diretor Criativo
Entre as novidades da edição está a abertura de um espaço gastronômico no Expominas


A 23ª edição do Minas Trend traz a temática “Agora e Para Sempre”. O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), realizadora do evento, Flávio Roscoe, comentou que há 22 edições o Minas Trend tem um papel decisivo na economia de Minas Gerais, movimentando a cadeia produtiva da moda mineira, além de impulsionar negócios e oportunidades para o setor no estado. 

Empresário do setor têxtil, Roscoe ressalta seu conhecimento da engrenagem do segmento e que reconhece a sua importância para a sociedade e para a indústria. Sobre as novidades do evento, o líder industrial afirma que o público mineiro precisa entender que Belo Horizonte é um polo de moda. “O que vamos fazer é dar mais acesso ao público geral aos eventos aos desfiles e eventos, para mostrar um pouquinho o que acontece no processo criativo e integrar a moda à sociedade”.

Ronaldo Fraga, o novo diretor criativo do evento, disse que o Minas Trend pretende falar para além da roupa, e que nesta edição vai tratar de inclusão, diversidade e de criação. “Nós estamos aqui com a indústria do efêmero, que como nenhuma outra consegue marcar época e ser inesquecível, porque é isso que a roupa provoca. A moda é um retrovisor do tempo. Queiramos ou não, ela tem que refletir isso”, diz. “A gente quer levar para a cidade inteira o que é de fato o Minas Trend”. 

O salão de negócios permanecerá acessível exclusivamente para compradores especializados, que é a maior finalidade do evento e visa fomentar as indústrias do setor da moda. Por outro lado, outras atividades serão oferecidas ao público em geral, como eventos gastronômicos (que terão um espaço exclusivo em todos os dias do evento), palestras e pop ups com cerca de 30 marcas dentro do Expominas.


O estilista Ronaldo Fraga é o novo diretor criativo da Minas Trend |
Foto: Divulgação

SERVIÇO
O QUE: 23ª Minas Trend Preview – Outono Inverno 2019
QUANDO: de 29 de outubro a 1º de novembro
ONDE: Expominas (BH)
INFORMAÇÕES: minastrend.com.br

Desfiles Minas Trend – Outono-Inverno 2019

SEGUNDA (29) – 21h
Trendbijoux by Sindijoias
Alagoas
Victordzenk

TERÇA-FEIRA (30) – 21h
Patrícia Motta
Denise Valadares
Chris Gontijo
Manzan

SALÃO DE NEGÓCIOS
29 a 31/10 - das 10h às 20h
1º/11 - das 10h às 17h

GASTRONOMIA TÁ NA MODA
29 a 31/11 – das 12h às 23h30
1º/11 - das 12h às 20h
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »