19/10/2018 às 08h16min - Atualizada em 19/10/2018 às 08h16min

Gleisi pede apuração de denúncia ao TSE

FOLHAPRESS
O PT entrou ontem com pedido de investigação judicial no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ação, para investigar suposto abuso do poder econômico ou político e uso indevido dos meios de comunicação, foi movida pela senadora Gleisi Hoffmann, que cobra providências em relação ao que chamou de "fábrica de mentiras" do candidato Jair Bolsonaro (PSL).

A Folha de S.Paulo mostrou nesta quinta que empresas estão comprando pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp e preparam uma grande ação para a próxima semana, que antecede o segundo turno.
A prática é considerada ilegal já que se trata de doação de campanha por empresas, o que é proibido por lei, e, ainda por cima, não é declarada.

"Vem à tona submundo do WhatsApp que sustenta a fábrica de mentiras do deputado Jair Bolsonaro. Ódio ao PT financiado por esquema de caixa dois, completamente ilegal. Popularidade comprada", escreveu a senadora em uma rede social em que também compartilhou uma imagem da primeira página da Folha.

No processo aparecem como réus o candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, seu vice, general Hamilton Mourão, o empresário Luciano Hang, o Facebook, e as agências Quickmobile,  Yacows, Croc Services e SMS Market.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »