28/09/2018 às 08h10min - Atualizada em 28/09/2018 às 08h10min

Fernanda Garay mostra confiança para estreia

Ponteira do Praia está na Seleção ao lado das outras praianas Carol, Rosamaria e Suelen

EDER SOARES | COM CBV
Garay teve pouco tempo de preparação, mas está confiante | Foto: CBV/Divulgação
No dia 30 de julho deste ano, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou a convocação da campeã olímpica Fernanda Garay para a seleção feminina. A ponteira, que pela segunda temporada seguida defenderá o Dentil/Praia Clube, não jogava pelo time verde e amarelo desde os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Nesses quase dois meses após a convocação, a atacante lutou para entrar em forma com o objetivo de disputar o Mundial adulto que terá início no próximo sábado (29).

A equipe do treinador José Roberto Guimarães estreará contra Porto Rico à 1h40 da madrugada com transmissão ao vivo do SporTV 2. Passado esse período, Fernanda Garay mostra otimismo faltando apenas dois dias para a estreia das brasileiras na competição. “Acredito que a aclimatação em Sagamihara, no Japão, foi muito importante. Além de nos adaptarmos ao fuso horário, fizemos bons treinamentos que foram fundamentais para essa reta final de preparação. Eu que particularmente tive pouco tempo de preparação vejo que a cada treino estou evoluindo e isso é muito importante”, explicou Fernanda Garay.

A atacante também falou da expectativa para o duelo contra Porto Rico na estreia das brasileiras no Mundial. “A equipe de Porto Rico tem muitas qualidades e é fundamental entrarmos em quadra com seriedade. Por ser o jogo de estreia e ter um pouco mais de nervosismo e ansiedade, vamos precisar estar muito focadas no nosso jogo para começarmos a competição com o pé direito”, afirmou Fernanda Garay. A campeã olímpica teve uma data especial para comemorar neste mês. No dia 9 de setembro, a jogadora celebrou um ano de casamento com seu marido Márcio. “Completamos um ano de casados, mas nossa vida mudou muito pouco. Estamos em um relacionamento há 11 anos. Eu continuo viajando muito. O Márcio mora em Curitiba e eu em Uberlândia, onde eu jogo. No entanto, nos meses que tive de descanso foi muito gratificante curtir um pouco com ele. Nós viajamos bastante e posso dizer que sou bastante feliz”, disse Fernanda Garay.
Além do casamento e do retorno para a seleção, Fernanda Garay teve outro motivo para comemorar no ano. A jogadora conquistou seu primeiro título da Superliga pelo Dentil/Praia Clube.

“Foi uma temporada muito feliz com o Praia Clube porque foi o meu primeiro título da Superliga e o primeiro do clube. Se falou bastante sobre esse título que eu não tinha ganho, mas eu tive somente uma oportunidade de jogar uma final, em 2012 pelo Osasco. Depois joguei muito tempo fora, o que limitou as minhas possibilidades. Fiquei muito feliz e foi uma temporada muito boa. Conquistamos e fizemos história em Uberlândia e agora nosso maior desafio é manter esse nível de voleibol e brigar novamente pelo título da Superliga”, analisou Garay.

O Brasil está no grupo D do Campeonato Mundial ao lado da Sérvia, da República Dominicana, de Porto Rico, do Cazaquistão e do Quênia. As equipes se enfrentarão dentro do grupo e as quatro melhores classificadas passarão à segunda fase.
 
GABRIELLA ROCHA
Jovem promessa aproveita elenco de estrelas
 

Gabriella Rocha é catarinense e irá jogar sua primeira Superliga | Foto: Ascom/Praia
 
 Com apenas 20 anos, a central Gabriella Rocha será uma das atletas mais jovens do elenco recheado de estrelas internacionais do Dentil/Praia Clube, que disputará a Superliga Feminina a partir do dia 13 de novembro. O time uberlandense inicia a defesa do brasileiro diante do Pinheiros (SP), fora de casa.

Natural de Jaguaruna (SC), Gabriella terá a sua primeira oportunidade em uma Superliga, bem como também em competições internacionais como o Mundial de Clubes e o Sul-americano. Com passagem pela seleção sub-20, a central iniciou sua carreira no vôlei aos 12 anos, na cidade de Içara (SC), em 2009. Passou ainda por Forquilhinha (SC), Nova Trento (SC) e desde 2015 estava no ADC Bradesco de Osasco (SP).

“Aqui é um time que só tem atleta grande, gente de sucesso dentro do voleibol internacional. É uma responsabilidade muito grande e que pretendo aproveitar muito. Aqui não tem essa questão de ser a mais nova, estamos aqui para ‘apanhar’ mesmo. Todo mundo já passou por isso, de ser a mais nova, mas a gente vai se adaptando”, disse Gabriella.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »