22/09/2018 às 05h00min - Atualizada em 22/09/2018 às 05h00min

Conheça o Crododilo Andarilho

Lançamento do livro acontece no Apiá Coletivo de Acompanhantes Terapêuticos

ADREANA OLIVEIRA
Maria Lyra lança o livro "Crocodilho Andarilho" hoje | Foto: Reprodução Facebook
Mandarim é um crocodilo. Um crocodilo andarilho que vai te levar para viajar por meio da literatura de Maria Lyra e pelos traços de Luiza Guedes. O livro, “Crocodilo Andarilho” (36 páginas, Chiado/Subsolo) tem seu lançamento hoje, no Apiá Coletivo, com entrada franca.

A autora conta que o nome Mandarim foi uma escolha musical. “Pensar a palavra como sonoridade e não apenas como significado é o que transforma na literatura a qualidade textual. Pensar a palavra no sabor do som de cada uma delas. É por isso que podemos contar uma história de várias maneiras na literatura e esta maneira como contamos vem da escolha musical das palavras, da cadência criada, desse tipo de recurso”, disse a escritora goiana radicada em Uberlândia.

A história é bastante envolvente, principalmente pela descrição dos momentos e dos lugares, que permitem que o leitor use bastante a imaginação. O personagem principal foi aparecendo para a autora ao longo de meses em lugares diferentes. “A ideia do livro veio vindo muito colada a esta sensação imaginada de estar na presença de um universo inventado que refletia também dimensões pessoais. Fui avistando o crocodilo enquanto avistava o futuro livro, fui rabiscando, desenhando e escrevendo até que ele se configurasse como é”, explicou.

Porém, cada leitor decidirá por si se Madarim existe ou não. “É quando você esbarra num campo muito interessante de discussão sobre o que é ficção e o que é realidade, porque a realidade ou o que entendemos por ela é construído a partir de perspectivas individuais, culturais. Se existe o real, temos que considerar que é complexo este real e que nossa condição humana não alcança todas as suas dimensões”, disse Maria Lyra. Ela completa ainda que a ficção é verdadeira, ou seja, não se pode dizer que ela não exista. “Ela existe, criada, e é criada a partir de verdades, de conteúdos subjetivos, de sensações do ser no mundo. O Mandarim existe claro, agora nós, eu por exemplo, este eu que consideramos tão real pode ser questionado. Neste sentido o real é mais impalpável do que imaginamos”.

O livro sai pelas editoras Subsolo (Uberlândia) e Chiado, com filial em vários países. Para ela, o caminho para quem quer publicar não é simples, mas é possível, mesmo que o lucro monetário não seja o ideal. Maria Lyra já publicou dois livros pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PMIC). “Estou adorando poder compartilhar minhas histórias”, finalizou.

SERVIÇO
O QUE: Noite Literária – lançamento do livro “Crocodilo Andarilho”
QUEM: Maria Lyra
QUANDO: hoje, a partir das 16h
LOCAL: Apiá Coletivo de Acompanhantes Terapêuticos (Av. Lázara Alves Ferreira 1.105, Santa Mônica)
ENTRADA FRANCA
ATRAÇÕES: Sinhô Passarim & Flor Bunita, Quarteta, contação de histórias com Breno Maia
INFORMAÇÕES: 99795-0490
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »