06/09/2018 às 07h57min - Atualizada em 06/09/2018 às 07h57min

São Paulo perde para o Galo e vê Inter assumir liderança do Brasileiro

Atlético confirma renovação com Ricardo Oliveira até o fim de 2020

Folhapress
Ricardo Oliveira comemora gol contra marcado por defensor do São Paulo (Bruno Cantini / Atlético)

 Com gol contra do lateral direito Régis, o São Paulo foi derrotado nesta quarta-feira (5) pelo Atlético-MG por 1 a 0, no Independência, e viu o Internacional tomar a liderança do Brasileiro ao vencer o Flamengo por 2 a 1
O clube tricolor estava na liderança desde a vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, pela 17ª rodada.
A equipe gaúcha chegou aos mesmos 46 pontos da paulista, mas assumiu a ponta da competição por ter um gol a mais de saldo (17 a 16). O atacante William Pottker e o volante Rodrigo Dourado marcaram.
O São Paulo volta a campo no próximo sábado (8) contra o Bahia, às 19h, no Morumbi, pela 24ª rodada do Nacional. Já o Inter tem clássico contra o Grêmio no domingo (9), no Beira-Rio, às 16h.

A derrota para o Atlético-MG -a terceira no torneio- mostra que o time comandado pelo técnico uruguaio Diego Aguirre vem encontrando dificuldades no segundo turno do Brasileiro. Além do revés desta quarta, foram dois empates (Paraná e Fluminense) e uma vitória (Ceará) em quatro jogos. Um aproveitamento de apenas 31% dos pontos disputados.

Sem o atacante Diego Souza, expulso na partida contra o Fluminense, e o atacante Éverton, machucado, Aguirre apostou em Tréllez como centroavante e mais uma vez na improvisação do lateral esquerdo Reinaldo no ataque.Ambos vinham de boas partidas, mas não conseguiram ajudar o São Paulo em Minas Gerais.
Em casa, o Atlético-MG começou a partida pressionando. O gol saiu cedo, aos 8min do primeiro tempo, após cabeçada de Ricardo Oliveira. O goleiro Sidão fez a defesa, mas a bola tocou na trave e voltou nas pernas do lateral Régis, que sem querer marcou contra.

O gol não abalou o São Paulo. O clube igualou as ações no primeiro tempo e foi melhor em boa parte da segunda etapa, exigindo bastante da defesa atleticana.
Tréllez quase empatou no fim. A bola passou raspando o ângulo defendido pelo goleiro Victor.
O time ainda reclamou de pênalti em lance no início do primeiro tempo. Após escanteio cobrado por Nenê, o volante Hudson desviou, e a bola bateu na mão do zagueiro Leonardo Silva, mas, no entendimento do árbitro Anderson Daronco, o toque não foi intencional.

Renovação

O Atlético-MG confirmou, na madrugada desta quinta-feira (6), a renovação contratual de Ricardo Oliveira até dezembro de 2020. O atacante de 38 anos tinha compromisso na Cidade do Galo até o fim de 2019. No entanto, o acordo foi ampliado por mais 12 meses.A extensão do vínculo foi anunciada pelo próprio camisa 9 em vídeo divulgado pelo clube na noite desta quarta-feira, minutos após o triunfo sobre o São Paulo.

"Alô, massa atleticana. Depois dessa vitória importantíssima, uma notícia agradou muito o meu coração. Meu contrato está renovado, vamos juntos até 2020. Juntos, aquilo que falei acreditando. Unindo forças, nós vamos chegar onde nós queremos. Obrigado pelo carinho, jamais deixarei de lutar, como vocês gritam", disse.
Alexandre Gallo, diretor de futebol, também falou sobre a renovação do centroavante que já marcou 18 gols na temporada.

"O objetivo [da renovação] é dar uma tranquilidade para ele [Ricardo Oliveira]. Essa tranquilidade é importante", declarou."Essa negociação vinha acontecendo desde a semana passada. Isso aí é uma situação natural dele, ele exerce uma liderança extremamente positiva, principalmente com os mais jovens. Pelos dados físicos dele, temos convicção e tranquilidade de que ele vai nos dar fruto por muito tempo", acrescentou.

ATLÉTICO-MG
Victor; Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Adilson, Matheus Galdezani (José Welison), Tomás Andrade (Leandrinho), Luan (Terans) e Juan Cazares; Ricardo Oliveira. T.: Thiago Larghi

SÃO PAULO
Sidão; Régis (Gonzalo Carneiro), Anderson Martins, Bruno Alves e Edimar (Liziero); Hudson, Jucilei (Shaylon) e Nenê; Rojas, Tréllez e Reinaldo. T.: DIego Aguirre

Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Juiz: Anderson Daronco (RS)
Cartões amarelos: Matheus Galdezani, Emerson, Luan (CAM); Reinaldo (SAO)
Gols: Régis (contra, CAM), aos 8min do primeiro tempo


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »