02/09/2018 às 06h00min - Atualizada em 02/09/2018 às 06h00min

O sonho do bi-campeonato

Nicole Fawcett fala ao Diário sobre a nova temporada com o Dentil/Praia Clube

IGOR MARTINS
A atleta norte-americana foi apresentada na última terça-feira (28) no Praia Clube | Foto: Ascom/Praia Clube
Grande destaque do Dentil/Praia Clube na campanha do título da Superliga Feminina de Vôlei, a atleta norte-americana Nicole Marie Fawcett está de volta a Uberlândia para a disputa das seis competições da equipe na temporada 2018/19. A reportagem do Diário de Uberlândia acompanhou a apresentação da oposta de 31 anos no clube uberlandense, na última terça-feira (28).

Nascida em San Antonio, Texas, a atleta de 1,93m cresceu na pequena cidade de Zanesfield, Ohio, vila que tinha menos de 300 habitantes de acordo com o último censo realizado, em 2010. A história da texana com o esporte começou cedo, uma vez que sua mãe e avó jogaram vôlei e beisebol por Wright State e Baltimore Orioles, respectivamente.

Conhecida pela grande potência e força na mão esquerda, Fawcett era figurinha carimbada nas convocações dos times juvenis da seleção de seu país. A campeã brasileira com o Dentil/Praia Clube iniciou sua carreira profissional em 2009 pelo clube Gigantes da Carolina, de Porto Rico. Desde então, figurou entre outros sete times antes de assinar com o time uberlandense: Dynamo Yantar (Rússia), Usiminas/Minas (Brasil), Llaneras de Toa Baja (Porto Rico), Guangdong Evergrande (China), Seongnam KEC Hi-pass (Coréia do Sul), Fujian Xi Meng Bao (China) e Conegliano (Itália).

RECORDE MUNDIAL

Em 2013, Fawcett entrou para a história do voleibol. Atuando pelo Seongnam KEC Hi-pass, da Coréia do Sul, a jogadora anotou 55 pontos em uma única partida, quebrando um recorde mundial. No mesmo ano, faturou o título da Copa Pan-Americana de Voleibol Feminino com os Estados Unidos, conquistando também o prêmio de MVP (melhor jogadora) da competição.

Além de Nicole, Fê Garay, Fabi, Ellen, Ananda, Suelen e Laís são as remanescentes da equipe uberlandense. Rosamaria, Carol, Michelle, Gabi, Lloyd, Paula Borgo, Fran e Bruna também fazem parte do plantel de Paulo Coco para a temporada 2018/19. Já Claudinha, Walewska, Andréia, Amanda, Natasha e Carla deixaram o time.
 
Diário: Nicole, bem-vinda de volta. Como foram as suas férias? Recuperou as energias para mais uma temporada com o Dentil/Praia Clube?
Nicole Fawcett: Obrigada. Eu fui para os Estados Unidos e também visitei a Itália com uma amiga e viajamos por lá por cerca de 12 dias. Desde então, eu aproveitei um tempo com meus amigos e familiares e tenho treinado cinco ou seis vezes por semana. Cheguei em Uberlândia mais tarde porque meu irmão acabou de casar, no dia 18 de agosto, então eu estava lá para isto.

Qual é o objetivo do Dentil/Praia Clube para esta temporada?
Bom, obviamente o objetivo final é conquistar o título novamente. Eu penso que tivemos uma temporada muito, muito boa na última temporada. Ganhar tantas partidas como nós ganhamos é muito difícil, porque os times daqui são muito bons. Eu acho que fazer isso de novo este ano vai ser ainda mais complicado. Cada vez mais jogadoras estão surgindo, e várias atletas que atuam ou atuaram pela seleção feminina do Brasil estão voltando para jogarem aqui. Vai ser muito difícil, mas eu espero que nós façamos um trabalho muito bom novamente.

Você acha que o Dentil/Praia Clube vai ser mais visado? Os adversários estarão mais preparados para jogarem contra vocês?
Sem dúvidas. Eu penso que vai ser sempre desta maneira. Muitos times vão basear seus níveis de performance de acordo com os adversários que eles enfrentarem. Para nós, é nos desafiarmos todos os dias para sermos melhores. Vai ter sempre alguém querendo ganhar de nós.

Você atuou com a nova levantadora do clube, Carli Lloyd, e foi campeã ao lado dela. O que você pode nos dizer sobre esta contratação?
Carli é uma boa amiga minha. Sempre que nós nos vemos, nos divertimos muito. No ano passado, ficamos em São Paulo juntas, e eu espero que isso possa traduzir dentro de quadra, porque nós temos um ótimo relacionamento. Eu acho que a Lloyd traz muito ao vôlei. Ela é uma levantadora muito física e tem uma ótima presença na quadra. Ela estar aqui no Praia Clube vai nos tornar ainda melhores. Profissionalmente, atuamos juntas apenas na seleção americana de vôlei. Nos enfrentamos durante dois anos seguidos pelos jogos universitários do NCAA, então eu sempre soube que ela é muito competitiva, e com certeza vai trazer isso para Uberlândia.

Retornar à seleção norte-americana é um objetivo?
Para mim, o ano passado seria o meu último com a seleção norte-americana. Eu acho que a fisicalidade de atuar no profissional e pela seleção é muito difícil, requer muito de seu corpo. Eu estou feliz onde estou, quero aproveitar o tempo com as minhas companheiras de equipe e com minha família.

Como você avalia as saídas e chegadas das jogadoras para a temporada nova?
As jogadoras que saíram foram muito importantes para nós. Mas eu penso que são espaços que nós tivemos que preencher. É parte do negócio. Se tem uma coisa que eu aprendi nesta atmosfera jogando vôlei profissional durante todos estes anos é que nós temos sempre que fazer ajustes. Eu penso que trouxemos ótimas jogadoras e estou muito ansiosa para jogar com elas.

Você está em Uberlândia há um ano. Como você se sente em relação a cidade? Está adaptada?
Com certeza. Eu sei os lugares que eu gosto de visitar e aonde preciso ir para encontrar o que eu quero. Para mim, é fácil, é bom não ter que ficar descobrindo locais, você simplesmente sabe onde as coisas estão.

TÍTULOS
Torneio pré-olímpico (NORCECA) – 2016
USA Volleyball Cup – 2014 e 2015
Campeonato Chinês – 2011/12
Campeonato Nacional Universitário NCAA – 2007 e 2008
Copa Italiana – 2017
Supercopa Italiana – 2018
Jogos Pan-Americanos – 2015
Copa Pan-Americana de Voleibol Feminino – 2012 e 2013
Superliga Feminina de Vôlei – 2017/18
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »