20/08/2018 às 08h33min - Atualizada em 20/08/2018 às 08h33min

A cidade celebrada em espetáculo musical

“Parabéns, Uberlândia”, com Nicolau Sulzbeck e banda será atração de terça-feira (21) no Teatro Municipal

IGOR MARTINS | REPÓRTER*
Foto: Divulgação
“Gente, vamos ensaiar logo porque o tempo está passando”, diz um enérgico violinista prestes a reproduzir junto aos seus companheiros de profissão a bela música de Cole Porter, “Begin the beguine”. Todos se prontificam a começar a canção e a mistura de todos os acordes dos mais variados instrumentos e vozes retratam o que esperar do espetáculo “Parabéns, Uberlândia”, que acontece no Teatro Municipal de Uberlândia na próxima terça-feira (21), em homenagem aos 130 anos da cidade.

Idealizado por Nicolau Sulzbeck, violinista que chegou ao Brasil em 1939, com apenas sete anos de idade, por conta da 2ª Guerra Mundial. Radicado na cidade de Uberlândia desde 1950, o húngaro foi o responsável pela criação do Conjunto Orquestral do Liceu, ainda em 1952. Com vários DVDs e CDs gravados, o artista se tornou um nome conhecido na região. Seu talento e carisma o levou a apresentações no “Programa do Jô” (Globo), inclusive na temporada final.

Aos 85 anos, Nicoulau mostra que a idade é só mais um número. Cheio de energia, o violinista ajudou no comando dos ensaios junto aos integrantes da banda que se apresentará no Municipal. Além de Sulzbeck, os cantores Renato Paiva, Daniele Furst e Adriana Francisco também integram o grupo. A orquestra ainda conta com Samuel e Lesther no violino, Marcão e Netinho nos metais, Edson Jr. Na guitarra e violão, Paulão no contrabaixo, Cajuzinho na bateria, Sidney na percussão e Pedro Ferreira no piano e maestria.

A reportagem do Diário de Uberlândia acompanhou o ensaio da banda na última quinta-feira (16) e conversou com alguns dos músicos. Para Nicolau Sulzbeck, participar de um evento como este é uma bela oportunidade não só para ele, mas para todos os artistas que participarão do espetáculo. “Temos uma expectativa muito grande. Recentemente temos tocado muito fora da cidade. Voltar para Uberlândia para fazer uma apresentação assim é muito bom”, disse o violinista.
Com um repertório eclético que vai de 15 a 20 canções, o músico que se profissionalizou há cerca de 20 anos acredita que o público ficará contente com as músicas escolhidas pela banda. “Vamos tocar de tudo, o baião de Luiz Gonzaga, música cigana, o tango de Piazzolla, o choro de Zequinha Abreu, jazz e até mesmo músicas dos Beatles”, adiantou.

Além disso, o artista que se apresentou recentemente no Fundinho Festival convidado pelo grupo Edson Jr. Quinteto, informou que o show contará com a participação de Adrian Gaiah, de 4 anos, na bateria, e antecipou que o hino da cidade de Uberlândia também será reproduzido. “[O hino] é algo que não escutamos com frequência. Ainda teremos outras surpresas, mas não vou contar, porque se não perde a graça”, brincou o húngaro.

PEDRO FERREIRA
INDICADO AO GRAMMY LATINO TAMBÉM PARTICIPA DE SHOW


Pedro Ferreira é o maestro responsável pelo espetáculo | Foto: Igor Martins


Responsável por conduzir os ensaios e o grupo como um todo, o pianista e maestro Pedro Ferreira é um daqueles profissionais com muita bagagem na carreira. Integrante da banda do pagodeiro uberlandense Alexandre Pires, o mineiro natural de Belo Horizonte e radicado em Uberlândia acredita que o espetáculo é uma bonita forma de homenagear a cidade. “É uma emoção muito grande participar desse grupo de profissionais. Trabalhar com o Nicolau é gratificante”, disse o músico.

Além de ser um mestre do piano, Ferreira também ganhou notoriedade como compositor. Alcione, Jorge Ben Jor, Rosário Flores e a banda Só Pra Contrariar (SPC), foram alguns dos artistas que gravaram as canções do belorizontino. Recentemente, Pedro foi indicado ao Grammy Latino de melhor disco de MPB pelo trabalho realizado com Alexandre Pires, “DNA Musical”. “Foi um momento de muita felicidade, foi a segunda indicação da minha carreira. Trazer esta experiência para o pessoal também é bacana. [Aqui] tem muitos músicos com bagagem juntos. Temos que agradecer o Nicolau pela iniciativa”, finalizou.

Quem também está muito animado com o espetáculo é o cantor Renato Paiva. Músico há quase 30 anos, o brasiliense tem no currículo uma série de shows realizados em países como os Estados Unidos, França e México.
O musicista ainda aproveitou para deixar o convite ao público e aproveitou para tecer elogios a Nicolau Sulzbeck. “[O Nicolau] é um cara de uma simpatia extrema. Esperamos que o público compareça, será um espetáculo muito bacana”, disse.

SERVIÇO
O QUE: espetáculo musical “Parabéns, Uberlândia”
QUEM: Nicolau Sulzbeck & Banda
QUANDO: terça-feira (21), às 20h30
ONDE: Teatro Municipal de Uberlândia (Av. Rondon Pacheco, 7.070, Tibery)
INGRESSOS: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada). Disponível na loja Algar Telecom (Center Shopping), Vinum Domo (Uberlândia Shopping) e na bilheteria do teatro no dia do evento a partir das 12h
INFORMAÇÕES: 3235-1568
 
BANDA
Nicolau Sulzbeck (violino)
Cícerus Cajuzinho (bateria)
Renato Paiva, Daniele Furst, Adriana Francisco (vocais)
Samuel e Lesther (violinos)
Marcão e Netinho (metais)
Edson Jr. (guitarra e violão)
Paulão (contrabaixo)
Sidney (percussão)
Pedro Ferreira (piano e maestria)
Participação especial: Adrian Gaiah, entre outras surpresas

*APRIMORAMENTO PROFISSIONAL
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »