17/08/2018 às 08h13min - Atualizada em 17/08/2018 às 08h13min

Dudu marca, e Palmeiras vence Bahia em primeira decisão de Felipão

Folhapress
Dudu comemora o gol que deu a classificação para as semis da Copa do Brasil (Palmeiras/Divulgação)

O Palmeiras está na semifinal da Copa do Brasil. Na noite de ontem (16), a equipe alviverde venceu o Bahia por 1 a 0, no estádio do Pacaembu, pela partida de volta das quartas de final da competição mata-mata. O jogo foi realizado no local porque o Allianz Parque receberá o show do grupo musical Tribalistas.
O clube paulista precisava de um triunfo simples para avançar no torneio após empatar o jogo de ida por 0 a 0,
realizado há 15 dias, em Salvador.Agora, o Palmeiras enfrentará na próxima fase o Cruzeiro, que eliminou o Santos na quarta-feira. Os jogos estão marcados para os dias 12 e 26 de setembro.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) vai realizar o sorteio para definir os mandos de campo na próxima quarta-feira (22).Antes, o time dirigido por Felipão focará suas atenções no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores. O time faz seis jogos pelo Nacional (contra Vitória, Botafogo, Internacional, Chapecoense, Atlético-PR e Corinthians) e um pela Libertadores (Cerro Porteño).
Com a vitória sobre o Bahia, o treinador Felipão permanece invicto. Em quatro jogos que ficou no banco de reservas, conquistou três vitórias -contra o Cerro Porteño e Vasco, além do triunfo desta quinta-feira-, e um empate diante de América-MG.

O time também completou seis jogos sem tomar gol. A última vez que a defesa foi vazada foi na derrota para o Fluminense por 1 a 0, em jogo realizado no dia 25 de julho. O revés custou a demissão do técnico Roger Machado. Com o retorno do atacante Willian, recuperado de lesão, o Palmeiras começou pressionando o Bahia. Aos 3 minutos, a equipe quase abriu o placar com Borja que tocou para fora na saída do goleiro Anderson.

Após esse lance, o time alviverde passou a errar muitos passes e não conseguia construir lances perigosos.
Bem posicionado no sistema defensivo e saindo rápido para o ataque, o Bahia perdeu excelente oportunidade. Léo cruzou rasteiro para Edigar Junio, que desviou e acertou a trave. Na sobra, Gilberto chutou a bola nas costas do companheiro, com Weverton ainda caído.

O Palmeiras voltou a ameaçar somente após a metade da etapa inicial, mas parou no goleiro Anderson.
Aos 26 minutos, Borja abriu na direita para Willian, que invadiu a área, cortou o zagueiro e concluiu em cima de Anderson. Nove minutos depois, Moisés saiu novamente na cara do gol, mas finalizou para boa defesa do camisa 33. Na sequência, Borja acertou a trave.

No segundo tempo, o Palmeiras criou novamente excelente oportunidade. Com menos de um minuto, Borja saiu na cara do gol após um chutão e tentou encobrir Anderson, mas errou o alvo.
O time palmeirense manteve a superioridade, mas não conseguia superar o sistema defensivo adversário.
Quando a torcida já pedia a entrada de Lucas Lima para dar mais criatividade ao meio de campo, a equipe chegou ao gol. Aos 28 minutos, Mayke tabelou com Moisés e cruzou da direita para a entrada de Dudu, que marcou de cabeça.

O camisa sete não marcava desde 10 de junho, quando o Palmeiras empatou com o Ceará por 2 a 2.
Com a vitória parcial, o time alviverde se posicionou no campo de defesa para explorar os contra-ataques. Aos 37 minutos, Felipão tirou o atacante Borja e colocou em campo o volante Thiago Santos.
O Bahia se lançou ao ataque e insistiu nas jogadas aéreas, mas o Palmeiras se segurou e garantiu a classificação.

PALMEIRAS
Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena, Diogo Barbosa; Bruno Henrique, Felipe Melo, Moisés; Willian (Hyoran), Borja (Thiago Santos), Dudu. T.: Luiz Felipe Scolari

BAHIA
Anderson; Bruno (Nino Paraíba), Tiago, Lucas Fonseca, Léo; Gregore, Elton, Vinícius (Élber), Zé Rafael; Edigar Junio (Régis), Gilberto. T.: Enderson Moreira

Estádio: Pacaembu, em São Paulo
Juiz: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Público: 29.581
Renda: R$ 998.055,00
Gol: Dudu, aos 28min do segundo tempo
Cartões amarelos: Felipe Melo e Borja (Palmeiras); Bruno e Nino Paraíba (Bahia)


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »