14/08/2018 às 08h35min - Atualizada em 14/08/2018 às 08h35min

Flores de Teatro encena peça de Arístides Vargas

Duas mulheres têm seus caminhos interlaçados em uma estação de trem

DA REDAÇÃO
Maria de Maria e Vilma Campos em cena de “Flores arrancadas à névoa”, dirigida por Ana Carneiro, que será encenada hoje | Foto: Divulgação
A atriz uberlandense Maria de Maria está de volta aos palcos, desta vez na companhia de Vilma Campos, em “Flores arrancadas à névoa”, com direção de Ana Carneiro, que será encenada hoje na sala 3M do Campus Santa Mônica da UFU. O grupo, chamado Flores de Teatro, é formado por três atrizes, professoras e/ou ex-professoras do Curso de Teatro da UFU.

A peça é de Arístides Vargas, um dramaturgo argentino, exilado em 1975 por questões políticas de seu país. Seus textos têm como tema mais amplo o conceito de pátria e uma permanente e problematizadora reflexão sobre identidade e transterritorialidade.

A trilha sonora é executada ao vivo por Lucas Mali, figura mascarada e típica da cultura latino-americana, que integra a cena de forma pontual com pequenas intervenções percussivas.

Em 2014 o dramaturgista Luiz Leite participou de um curso de dramaturgia com o autor Vargas em Quito, no Equador. Apaixonado por um dos textos de Vargas, Luiz Leite fez a tradução e adaptação do mesmo e convidou o grupo Flores de Teatro para fazer a montagem do espetáculo. Começa assim a caminhada do grupo. O interesse na montagem veio pela temática discutida pelo autor, que abarca questões atuais, relacionadas com o exílio, a perda de identidade, as mudanças políticas e de poder que dizem respeito de modo contínuo e violento no território latino americano.

Em “Flores arrancadas à névoa”, Arístides Vargas apresenta, por meio de duas personagens femininas, Raquel e Aída, o caminhar sem tréguas de quem é obrigado a partir, a atravessar fronteiras e alfândegas deixando pedaços de si no duro trajeto. Um encontro ocasional em uma estação de trem une essas duas vidas, que têm agora apenas suas memórias e a perpétua ação de caminhar que as direciona para longe de sua terra, de sua cultura, de si mesmas.

SERVIÇO
O QUE: peça teatral "Flores Arrancadas à Névoa"
QUEM: Grupo Flores de Teatro
QUANDO: hoje, às 21h
LOCAL: Sala de Encenação do Bloco 3M (Campus Santa Mônica/UFU)
ENTRADA FRANCA
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »