07/08/2018 às 09h14min - Atualizada em 07/08/2018 às 09h14min

Praça se transforma com boa música e muita luz

Segunda edição do Fundinho Festival não decepcionou o público

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Praça Clarimundo Carneiro durante o festival | Foto: Marco Crepaldi/Secom/PMU
Enfim a segunda edição do Fundinho Festival - Jazz e Blues aconteceu. Mesmo com verba menor do que a de 2017, como prometido, o festival manteve a qualidade, com algumas melhorias - como caixas ambulantes e ampliação do espaço para o público na praça com a mudança de lugar da área de alimentação - e manteve a qualidade musical. Tudo com entrada franca. O festival mostrou que tem fôlego para mais.

No sábado (4), dia em que a reportagem acompanhou o festival, o clima na Praça Clarimundo Carneiro era amigável e festivo. Apesar de uma chuva fraca ter caído no início da noite, o público lotou o espaço todo iluminado de forma especial para o evento, destacando toda a beleza do Coreto, do Museu e da vegetação que a cerca.      

E o público contagiou os artistas como Chico Suman Trio e Blues Beatles não pouparam elogios ao espaço. O som estava perfeito em todos os pontos da praça e não percebia-se diferença entre o Palco Coreto e o Palco Museu. Os artistas foram igualmente contemplados.

Famílias inteiras, grupos de amigos e muitas crianças passaram por lá, mostrando que o espaço público, quando bem aproveitado e cuidado, ainda é um ponto de encontro que favorece um bate-papo e muitos reencontros. As crianças marcaram presença, assim como os mais velhos. Portanto, em alguns momentos, notou-se que algumas pessoas ainda precisam acionar o bom senso: se não está usando a cadeira, passe para quem vai usar e não a utilize como um porta-objetos. 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »