02/08/2018 às 08h20min - Atualizada em 02/08/2018 às 08h20min

Neto pede ajuda para recuperar troféu

Uberlandense não sabe onde ficou a peça oferecida pela FIFA, quando recebeu o prêmio de Melhor do Mundo

EDER SOARES | REPÓRTER
O atleta pensava que o troféu estava na casa de seus pais | Foto: Divulgação
O ex-jogador uberlandense de futsal Dovenir Neto, que anunciou neste ano o fim da carreira profissional, vive uma situação nada agradável.  Ele procura o seu troféu de Melhor Jogador do Mundo, concedido pela Fifa em 2012, quando a Seleção Brasileira conquistou o título do Campeonato Mundial disputado na Tailândia. Neto disse ter dado falta da peça ao organizar as suas coisas para se mudar para o novo apartamento em Uberlândia. Através das redes sociais, ele pede para que as pessoas que souberem do paradeiro do troféu, que possam lhe informar.

“Infelizmente acabei dando falta do troféu e não me lembro de onde possa ter ficado. Até achava que estaria na casa dos meus pais, mas me enganei ao conversar com a minha mãe.
Acredito que talvez possa ter ficado em algum evento, já que sempre me pedem para levar e tirar fotos. Se alguém puder me ajudar, ficarei muito agradecido, se trata de uma peça com grande significado sentimental, pois financeiro ele não tem valor”, disse o ex-jogador.

Neto é considerado um dos melhores jogadores da história do futsal brasileiro, tendo conquistado inúmeros títulos por clubes brasileiros, da Europa e também pela Seleção Brasileira. O seu último clube, no ano passado, foi o Sorocaba (SP), onde atuou ao lado do maior jogador de todos os tempos, Falcão.  Ainda em 2017, ele retornou às quadras depois de vencer a luta contra dois tumores malignos.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »