05/06/2018 às 12h38min - Atualizada em 05/06/2018 às 12h38min

Botafogo conta com R$ 52 milhões em vendas para quitar dívidas

FOLHAPRESS | RIO DE JANEIRO
Igor Rabello (foto) e Matheus Fernandes se destacaram e despertaram o interesse de europeus. Em situação financeira delicada, o Botafogo não vê uma possível negociação com preocupação. Pelo contrário. Para fechar as contas no azul e evitar a criação de novas dívidas, o time alvinegro precisa gerar receitas. E a venda de atletas é o jeito mais fácil de alcançar o objetivo.
Matheus Fernandes é o jogador que poderá render mais dinheiro ao Botafogo, que espera receber no mínimo 7 milhões de euros (R$ 30,5 milhões). Dois clubes da França estão interessados no volante alvinegro: Olympique de Marselha e Lille. Apesar das sondagens de ambos ainda não há nenhuma proposta oficial na mesa da diretoria de General Severiano.
Além do meio campista, o Botafogo também vê com bons olhos a negociação por Igor Rabello. O zagueiro é titular do time desde o ano passado, quando voltou de empréstimo do Náutico. Desde então tem se destacado e coleciona sondagens. A mais recente é do futebol russo, mas o time é mantido em sigilo. O time alvinegro espera receber 5 milhões de euros (R$ 21,8 milhões).
Juntos, os jovens poderão render R$ 52,3 milhões aos cofres do Botafogo. O dinheiro já tem destino: pagas as despesas da atual temporada para não fechar o ano no vermelho.
Vale lembrar que o Botafogo não terá neste ano um dinheiro que o ajudou num passado recente: luvas do contrato assinado com a Globo. Com o fim dessa verba, o clube alvinegro se viu em situação delicada e que piorou ainda mais com a vexatória eliminação na primeira fase da Copa do Brasil.
A premiação da competição é por fase alcançada, e o Botafogo esperava lucrar muito mais. Como jogou apenas a primeira fase, recebeu R$ 1 milhão. A meta era, no mínimo, chegar até às oitavas de final, o que renderia mais R$ 6,8 milhões.
No cenário atual, a venda de jogadores para outros clubes pode ser a única solução para o Botafogo seguir pagando as contas e evitar a criação de novas dívidas.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »