12/05/2018 às 05h58min - Atualizada em 12/05/2018 às 05h58min

Novo 'Vingadores' já vendeu 30 mil ingressos em Uberlândia

Fãs lotam salas de cinema e ajudam o filme a quebrar recordes mundiais

IGOR MARTINS | APRIMORAMENTO PROFISSIONAL
Parte do elenco do estrelado “Vingadores: Guerra Infinita”, sucesso de bilheteria | Foto: Divulgação
 
Responsável pela movimentação de bilhões de dólares anualmente, o mercado cinematográfico tem uma forte relevância cultural e tornou-se um dos principais pilares da indústria do entretenimento nos dias atuais. A vasta legião de fãs que o cinema carrega faz com que as pessoas se fantasiem com roupas de seus personagens favoritos, desembolsem uma boa quantia de dinheiro para comprar produtos exclusivos e passem horas criando teorias para a sequência de filmes.

Mesmo sendo uma das principais empresas do universo do cinema atualmente, a Marvel não teve bons momentos na década de 90. Vários problemas financeiros obrigaram a editora a vender vários personagens, como foi o caso da aquisição dos direitos cinematográficos do “Homem-Aranha” pela Sony, e da compra do “Demolidor”, “Quarteto Fantástico” e “X-Men” pela Fox.

Mesmo assim, há 10 anos a Marvel Studios decidiu se lançar no mercado cinematográfico com a produção do filme “Homem de Ferro”. A ideia da empresa de criar um universo compartilhado entre super-heróis deu tão certo que a franquia Marvel faturou cerca de US$ 17 bilhões com 18 filmes, até o fechamento desta edição, não contando com “Vingadores: Guerra Infinita”.

O mais recente trabalho da Marvel Studios, “Vingadores: Guerra Infinita” é o resultado do projeto ambicioso da empresa. Lançado no último mês, a produção que reúne cerca de 20 heróis bateu vários recordes por todo o mundo.

É muito caro uma vida inteira para publicar e ganhar dinheiro... “As coisas não são bem assim” estive na pró-século e saraiva center shopping...Pandora... no estoque.
 
NÚMEROS

Para se ter ideia do sucesso do longa-metragem, “Vingadores: Guerra Infinita” arrecadou cerca de US$ 640 milhões em seu primeiro final de semana nos cinemas espalhados que exibem a obra. Até o fechamento desta edição, o filme havia faturado mais de US$ 1 bilhão em apenas 11 dias, batendo o recorde estabelecido por “Star Wars: O Despertar da Força”, que levou 12 dias para alcançar a mesma marca.

Fã do Universo Cinematográfico Marvel (UCM), Guilherme Carvalho disse que a ansiedade para o filme dos super-heróis estava grande desde o ano passado, quando assistiu “Thor: Ragnarok”. “Como o filme dos Vingadores começa logo após a cena final de Thor, fiquei muito ansioso para saber o que aconteceria.”

O estudante de arquitetura rasgou elogios ao filme dirigido pelos irmãos Joe e Anthony Russo. “O filme correspondeu a todas as expectativas. Os efeitos especiais são ótimos. Eles conseguiram colocar um pingo de comédia em algumas cenas que ficaram fenomenais. É, sem sombra de dúvidas, o melhor filme da franquia”, disse.

Com dois projetos sendo lançados antes do capítulo final dos Vingadores, “Homem Formiga” e “Capitã Marvel” ainda aparecerão em seus filmes individuais. Para Guilherme, ambas as produções serão importantes para dar mais clareza ao capítulo final dos Vingadores, que está previsto para maio de 2019. “O coração já está a mil. Já estou muito ansioso para saber o que acontece. Quem assistiu ao filme sabe do que estou falando. O final é surpreendente”, disse.

RECORDE

Luana Rocha, gerente da rede Cinépolis de Uberlândia disse que o filme é um sucesso incontestável nas telas do cinema. “Desde o momento que liberamos a pré-venda, a procura foi tremenda, esgotando os ingressos de salas no primeiro dia de vendas.”

Natural de João Pinheiro (MG), Luana afirmou que a procura pelos ingressos do filme foi tão grande, que a rede precisou abrir sessões extra para exibir o longa-metragem. “Praticamente abríamos às 11h e fechávamos à meia-noite. Devido ao sucesso do filme, conseguimos bater um recorde de público, vendendo mais de 30 mil ingressos em uma semana”, contou.

Além do filme, ela conta que a procura por produtos exclusivos dos Vingadores também é relevante. “O nosso combo de pipoca temático do filme também tem sido um sucesso de vendas”. Ainda de acordo com a gerente, a expectativa para o próximo filme que reúne os super-heróis é grande.

FILMOGRAFIA MARVEL – (FATURAMENTO/ORÇAMENTO)

- Homem de Ferro (2008) – (US$ 585 milhões/US$ 140 milhões)
- O Incrível Hulk (2008) – (US$ 263 milhões/US$ 150 milhões)
- Homem de Ferro 2 (2010) – (US$ 623 milhões/US$ 200 milhões)
- Thor (2011) – (US$ 449 milhões/US$ 150 milhões)
- Capitão América: O Primeiro Vingador (2011) – (US$ 370 milhões/US$ 140 milhões)
- Os Vingadores (2012) – (US$ 1,5 bilhão/US$ 220 milhões)
- Homem de Ferro 3 (2013) – (US$ 1,2 bilhão/US$ 200 milhões)
- Thor 2: Mundo Sombrio (2013) – (US$ 644 milhões/US$ 170 milhões)
- Capitão América 2: O Soldado Invernal (2014) – (US$ 714 milhões/US$ 170 milhões)
- Guardiões da Galáxia (2014) – (US$ 773 milhões/US$ 170 milhões)
- Vingadores 2: Era de Ultron (2015) – (US$ 1,4 bilhão/US$ 250 milhões)
- Homem-Formiga (2015) – (US$ 519 milhões/US$ 130 milhões)
- Capitão América: Guerra Civil (2016) – (US$ 1,1 bilhão/US$ 250 milhões)
- Doutor Estranho (2016) – (US$ 677 milhões/US$ 165 milhões)
- Guardiões da Galáxia 2 (2017) – (US$ 863 milhões/US$ 200 milhões)
- Homem-Aranha: De volta ao lar (2017) – (US$ 880 milhões/US$ 175 milhões)
- Thor: Ragnarok (2017) – (US$ 853 milhões/US$ 180 milhões)
- Pantera Negra (2018) – (US$ 1,3 bilhão/US$ 200 milhões)
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »