10/05/2018 às 08h06min - Atualizada em 10/05/2018 às 08h06min

Glaucia Nasser se apresenta hoje no Municipal

'JK: um reencontro com o Brasil', nesta noite, tem entrada franca

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
“JK: Um encontro com o Brasil” será apresentado hoje no Municipal e traz à frente a cantora mineira Glaucia Nasser | Foto: Nilmar Lage/Divulgação
  
Um espetáculo para ver, ouvir e sentir e que traz inerente a si os sons e tons de um Brasil possível, próspero, habitado por pessoas felizes. Essa é a proposta de “JK: Um reencontro com o Brasil”, com Glaucia Nasser, que chega hoje ao Teatro Municipal de Uberlândia no projeto Sesi no Palco, que tem entrada franca. Os ingressos devem ser retirados na Fiemg. Outra atração do projeto é Saulo Laranjeira com o “Circuito Arrumação”, que será apresentado amanhã.

Mineira de Patos de Minas, radicada em São Paulo, Glaucia Nasser conversou no início da tarde de ontem com o Diário de Uberlândia, após algumas horas de treinamento e preparação para a apresentação de hoje. O espetáculo leva as pessoas a uma viagem pela história de superação de Juscelino Kubitscheck, unindo música, artes cênicas e visuais que prometem uma experiência inesquecível com direção musical e arranjos de Paulinho Dáfilin e direção artística e técnica de Julio Cesarini.

Acompanhada por Fernando Nunes (baixo), Pedro Cunha (teclado) Jonas Moncaio (violoncelo), Leandro e Cris Galante (percussão), Thiago Gomes (bateria) e Guiza Ribeiro (guitarra e violões”, Glaucia Nasser fala de uma história que muitos parecem ter esquecido.

“O show está em sua quinta versão, começou em Patos de Minas no Balaio de Arte e Cultura que homenageava o Juscelino Kubitschek. Somos um grupo grande de pessoas que estudam o Brasil de JK por causa da necessidade de se descortinar para o cidadão brasileiro a história de prosperidade que ele representa”, contou Glaucia Nasser.

A iniciativa partiu do médico Jean Obry, idealizador da fundação “Brasil Meu Amor” com quem Glaucia fez o curso de metodologia Pro Sum. “Esse período JK está tão perto de nós, realizamos tanto. Foi nesse período que tivemos o maior índice de desenvolvimento econômico do mundo, tinha uma política externa independente, arquitetura e engenharia que despontavam para o mundo”.

Para Glaucia Nasser, os cinco anos de JK no comando do País (1956-1961) é uma memória que não deve ficar afastada de nós. “Precisamos lembrar a glória do passado para sabermos que somos capazes de fazer isso de novo. Construímos uma capital em 3 anos e 8 meses enquanto a capital dos Estados Unidas foi construída em 100 anos, e Brasília estava literalmente no meio do nada”, relembra.

Na contramão do pessimismo, Glaucia, e toda a fundação Brasil Meu Amor acreditam que o país tem sim condições de se tornar aquele paraíso citado pela missão Jesuíta Guarani: “O sonho do Brasil é ser o melhor país do mundo, o paraíso na Terra”. Estamos nos afastando desse sonho mas ainda é possível fazê-lo acontecer e levar o mundo para a harmonia.

A cantora convida a todos para uma experiência incrível que promete levar o espectador para dentro do espetáculo e assim, incentivar a todos e a cada um, nessa viagem regada a boa música e boas histórias.
 
SAULO LARANJEIRA

O Sesi no Palco foi criado em 2015 com o objetivo de promover uma programação artístico-cultural, incluindo apresentações de teatro, dança e música, para a população em geral e trabalhadores da indústria nas principais cidades mineiras. Em 2017 foram realizadas cinco turnês pelo estado, abrangendo 21 cidades de 10 regionais da Fiemb e 14,8 mil espectadores.

Outra atração da passagem por Uberlândia, amanhã, é o cantor e compositor Saulo Laranjeira. Natural de Pedra Azul, região do Vale do Jequitinhonha mineiro, sua trajetória o distingue como laborioso na preservação e difusão das culturas populares.

O músico é também idealizador e apresentador do programa “Arrumação”, exibido na Rede Minas (TV Cultural e Educativa), aos os domingos, 11h da manhã, desde 1987. Os 30 anos do programa são comemorados com este show.

Multiartista, teve suas primeiras exposições na televisão no programa “Som Brasil” (Globo), na década de 80, do qual foi convidado assíduo, com Almir Sater e Antônio Nóbrega. Programa apresentado por Rolando Boldrin e logo depois por Lima Duarte – ator do qual Saulo dividiu o palco no recital “Ser tão - Sertão”, baseado na obra de Guimarães Rosa, que teve turnê nacional e internacional.

Saulo integra há mais de 20 anos o elenco do programa humorístico “A Praça é Nossa do SBT” com personagem “João Plenário. Em 2018, outro personagem autoral “Kelé Metaleiro” será o “Cabeleira” da terceira temporada do “Treme Treme” do Multishow.

Seus espetáculos repercutem sua essência artística múltipla e de sensibilidade universal. Com formatos para atender desde festejos com grandes públicos, shows mais intimistas, até projetos temáticos para o resgate do autêntico forró brasileiro e os verdadeiros carnavais. Em contraponto, há seus shows de humor para teatros e locais fechados, e a comédia “Se meu gabinete falasse”, do qual além de atuar é diretor.
 
SERVIÇO

O QUE: Projeto Sesi no Palco
LOCAL: Teatro Municipal de Uberlândia (Av. Rondon Pacheco, 7070, Tibery)
QUEM: Glaucia Nasser com o show “JK: Um reencontro com o Brasil”
QUANDO: hoje (10), às 20h
QUEM: Saulo Laranjeira e convidados no “Circuito Arrumação”
QUANDO: amanhã (11), às 20h
ENTRADA FRANCA: os ingressos devem ser retirados na Fiemg (Av. João Naves de Ávila, 206, Centro), das 8h às 17h.
INFORMAÇÕES: 3230-5200
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »