20/04/2018 às 05h06min - Atualizada em 20/04/2018 às 05h06min

Dupla encara 900 km de pedal em nove dias

Uberlandenses são os únicos representantes brasileiros em ultramaratona na África do Sul

WALACE TORRES | EDITOR
Jean Lacerda e Gabriel Maia se prepararam por mais de seis meses para a competição sul-africana | Foto: Walace Torres

Imagine percorrer 900 km em nove dias. Não de carro, mas de bicicleta. Agora, imagine condições adversas, com manhãs frias, oscilando entre 5 e 10 graus, o dia tendo a temperatura máxima de 20 graus e noites geladas podendo chegar à casa de zero grau. Do total a ser percorrido, somente 10 km são de asfalto, o restante do trajeto será por montanhas, vales, planícies e até travessias de rios. E para aumentar a emoção, nada menos que 250 km serão de single track, que são caminhos estreitos onde passam apenas um ciclista de cada vez.

Essa aventura começa hoje na África do Sul e reúne 750 ciclistas de 30 países, dentre eles dois uberlandenses, que são também os únicos representantes do Brasil inscritos nesta edição.

Gabriel Maia, 31 anos, e Jean Lacerda, 29, embarcaram para Joanesburgo na última segunda-feira (16) e participam pela primeira vez de uma ultramaratona. E não se trata de qualquer prova.

A joBerg2c está na 9ª edição e é considerada uma das competições mais longas do mundo e que mais exige dos atletas, tanto na parte física como psicológica. Mas também proporciona uma sensação única de pedalar por cenários paradisíacos e superar os próprios limites do corpo e da mente. Os participantes irão cruzar algumas das mais espetaculares paisagens da estrada sul-africana através de fazendas particulares de quatro províncias. Segundo a definição dos próprios organizadores da prova, o objetivo é fornecer uma jornada em que o destino seja menos importante do que a experiência ao longo do caminho.

“É uma experiencia para a vida, pra levar para minha vida e um dia passar isso para meus netos”, avalia o uberlandense Jean Lacerda, que admite também ser sua primeira experiência internacional.

A reportagem do Diário conversou com a dupla de Uberlândia dois dias antes do embarque, durante participação na 1ª etapa da Copa Internacional de Mountain Bike, em Araxá.

Para superar todas as nove etapas e chegar inteiro – e pedalando – ao destino final, em Scottburgh, na costa de KwaZulu-Natal, a dupla se preparou durante mais de seis meses.

A primeira meta foi manter um peso ideal, uma vez que a competição tem um formato peculiar. As categorias são divididas em peso, ou seja, os participantes por equipe precisam manter a média estabelecida pela organização. No caso dos brasileiros, que se enquadram na categoria búfalo, a soma da dupla deve inteirar 180 quilos.

Além de nutricionista, os treinos tiveram o acompanhamento de preparador físico e aulas de pilates, musculação e muito pedal. Em algumas semanas, o ritmo chegou a 700 quilômetros de pedalada ao longo dos sete dias.

“Estamos mais preocupados com o fator psicológico de encarar todo dia 100 km do que com a condição física em si”, disse Gabriel. Ele contou que a condição climática também foi uma das preocupações durante os treinos, que aconteceram embaixo de sol ardente do cerrado mineiro.

“Pensávamos que a África do Sul poderia ser algo parecido com o Brasil, mas não é. Fomos alertados pela organização a nos prepararmos para manhãs bem frias e noites geladas. Difícil preparar para esse clima visto que não temos nada parecido na nossa região”, conta Gabriel.

A África do Sul é famosa por provas longas de mountain bike. A joBerg2c disponibiliza toda a estrutura de apoio e acomodação para os atletas, que passam as noites em barracas. Entre uma etapa e outra, a organização se encarrega de transportar as bagagens e deixar as barracas prontas. Os competidores só precisam pedalar, comer e dormir. Até a revisão das bikes é feita por mecânicos da prova.

A dupla uberlandense, que participa pela primeira vez de uma ultramaratona, disse o foco não é chegar na frente, mas essencialmente, completar todo o percurso num tempo razoável.

“A gente vai fazer o possível e o impossível para completar essa jornada. Desistir jamais”, disse Jean, que já tem traçado os planos para o fim da prova.

“Ao finalizar a prova será aniversário dele (do companheiro Gabriel). Vamos comemorar lá e fazer uma grande festa”.

A rotina da dupla e a trajetória durante as etapas pode ser acompanhada diariamente pelo endereço bufalosoldiers.wordpress.com .
 
INFORMAÇÕES POR ETAPA
 
Dia 1
Distância: 116km
Descida: 867m
Subida: 855m
 
Dia 2
Distância: 93km
Subida: 1001m
Descida: 916m
 
Dia 3
Distância: 122km
Subida: 1118m
Descida: 1082m
 
Dia 4
Distância: 93km
Subida: 1100km
Descida: 1706m
 
Dia 5
Distância: 122 km
Subida: 2241m
Descida: 1757m
 
Dia 6
Distância: 98km
Subida: 2022m
Descida: 1997m
 
Dia 7
Distância: 82km
Subida: 914m
Descida: 1356m
 
Dia 8
Distância: 99km
Subida: 1705m
Descida: 2163m
 
Dia 9
Distância: 84km
Subida: 854m
Descida: 1551m
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »