21/02/2018 às 16h54min - Atualizada em 21/02/2018 às 16h54min

Abertas inscrições para curso EAD gratuito

DA REDAÇÃO
Rachel Gadelha será uma das professoras do curso / Foto: Divulgação

Estão abertas até o dia 4 de março as inscrições para o curso EAD em produção Cultural, promovido pelo Observatório Itaú Cultural. Elas devem ser realizadas com o preenchimento de formulário pelo site www.itaucultural.org.br/observatorio/. Com o início das aulas em 12 de abril, a lista dos selecionados será divulgada no dia 3 do mesmo mês, na página do Observatório. O curso termina em 14 de junho, sem interrupções aos finais de semana. A iniciativa nasceu da demanda dos interessados por uma formação introdutória e visa debater o campo de atuação mais prático dos agentes culturais, apontando para a compreensão das diversas realidades regionais e desafios da atualidade na área da cultura.

O curso EAD de Produção Cultural é gratuito e voltado para produtores, agentes, artistas, pesquisadores e professores com experiência profissional na área cultural, preferencialmente vinculados a instituições culturais – sejam elas públicas, privadas ou organizações da sociedade civil –, assim como para estudantes universitários associados a cursos de áreas afins e com interesse direto no tema cultural. Para atender a todas as regiões do país, democratizando o acesso ao curso, está prevista uma proporcionalidade de vagas por região/estado. Serão oferecidas 180 vagas, sendo 18 delas destinadas a inscritos autodeclarados negros e 6 destinadas para autodeclarados indígenas.

Composto de sete aulas ministradas à distância, conta com profissionais de diversas regiões do Brasil e com diferentes formações. Entre eles, a mestra em Gestão de Empresas e Instituições Culturais, a mineira Michelle Antunes que abre o curso com a ambientação na Moodle – plataforma digital onde são ministradas as aulas, customizada pelo Itaú Cultural. A diretora de Articulação Institucional do Instituto Dragão do Mar e da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, Rachel Gadelha ensina, na sequência, planejamento e produção cultural. A aula da professora da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, Renata Rocha aborda políticas culturais e legislação.

Doutoranda em Arquitetura e Urbanismo pela UFMG, Clarice Libânio fala de pesquisas e mapeamentos culturais como reconhecimento de territórios. Doutoranda em comunicação e práticas do consumo, na ESPM-SP, Gisele Jordão trata de comunicação, redes e cooperação cultural. Em seguida, doutora em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, a paulistana Renata Felinto e o doutor em Educação pela UFRGS, Felipe Mianês conversam com os selecionados sobre arte, fruição e acessibilidade. Na última aula do curso, a doutoranda do programa de pós-graduação em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento na UFRJ, Luciana Guilherme fala a respeito de sustentabilidade, cultura e seus impactos socioeconômicos.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »