14/02/2018 às 19h48min - Atualizada em 14/02/2018 às 19h48min

Projeto beneficente de jiu-jitsu enfrenta dificuldades financeiras

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Professor e atleta Anderson Rosa Kuririm é o idealizador do projeto no Shopping Park / Foto: Divulgação

O projeto Jiu-Jitsu do Kuririm, idealizado e coordenado pelo professor e atleta Anderson Rosa Kuririm, atende 150 crianças e adolescentes do bairro Shopping Park, na zona sul de Uberlândia. Mesmo com o bom desempenho de alguns de seus atletas em competições pelo país, o projeto enfrenta dificuldades financeiras e depende de iniciativas como rifas e doações.

As aulas começaram em 2012, no Bairro Brasil, na região central, depois de Kuririm se consagrar campeão da Copa do Mundo de Jiu-jitsu, em Betim (MG). Após o prêmio, o atleta decidiu que era a hora de começar a passar seus ensinamentos para jovens carentes da cidade.

O projeto de Kuririm ministra aulas na sede da Igreja Sal da Terra, no Shopping Park, onde também funcionam outras iniciativas esportivas, como a coordenada pelo ex-jogador do Uberlândia Esporte Clube, Gilson Batata. As várias modalidades englobam um único projeto denominado “Educando para a Vida”.

Mesmo com desempenhos de destaque em competições regionais, nacionais e internacionais, os atletas do projeto encontram dificuldades para participar de campeonatos ao longo do ano. Para arrecadar dinheiro, o professor precisa promover ações como galinhadas, bazares e rifas.  

“Recentemente, duas crianças, Ana Beatriz, de 11 anos, e o Matheus Gomes, de 10, disputaram o Campeonato Sul-americano no Rio de Janeiro. Eles ficaram entre os três melhores de suas categorias, isto entre 400 crianças. Mesmo assim tivemos que abortar o sonho deles de participar do Mundial dos Estados Unidos, neste mês, justamente por falta de dinheiro para bancar as despesas. A questão de patrocínio vem sendo o nosso maior adversário”.

As aulas acontecem na rua Ivete Cordeiro 1070, no bairro Shopping Park. Os interessados em saber mais detalhes sobre as aulas e também em apoiar o projeto podem entrar em contato pelo telefone 99991-6348 ou mandar mensagem para o WhatsApp 99200-0208. 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »