11/02/2018 às 05h36min - Atualizada em 11/02/2018 às 05h36min

Times dão início à luta por acesso

Segunda divisão do Estadual começa no próximo sábado (17), com doze equipes, sendo três da região

ÉDER SOARES | REPÓRTER
CAP Uberlândia é a equipe mais jovem da divisão, com apenas sete anos de fundação / Foto: Éder Soares

O Campeonato Mineiro – Módulo II, que na realidade é a legítima segunda divisão estadual, começa no próximo sábado (17) com 12 equipes correndo em busca do tão sonhado acesso para a elite do futebol mineiro de 2019. A região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba contará com três representantes na competição: CAP Uberlândia, Mamoré de Patos de Minas e o Uberaba.

Para este ano, a competição continua com o formato sub-24, com cada equipe podendo inscrever até sete atletas acima do limite de idade. A grande novidade mesmo fica por conta do sistema de pontos corridos na primeira fase, no qual os clubes jogarão em turno único, classificando os quatro primeiros para as semifinais.

Na segunda fase, com os confrontos de ida e volta, os dois times que avançarem para a final automaticamente estarão garantidos no Módulo I do ano que vem. Os dois últimos colocados da primeira fase, automaticamente, serão rebaixados para a Terceira Divisão.

Os outros participantes do Módulo neste ano são: América (Teófilo Otoni), Betinense (Betim), Democrata (Sete Lagoas), Guarani (Divinópolis), Ipatinga, Nacional (Muriaé), Social (Coronel Fabriciano), Tricordiano (Três Corações) e Tupynambás (Juiz de Fora). 
 
CAP
 
Dos três times da região, somente o CAP, mais jovem de todos com apenas sete anos de vida, é quem nunca disputou a elite do estadual.

Para este ano, mais uma vez, o presidente do CAP Uberlândia, Ronaldo Alves, optou pela experiência do técnico Luiz Eduardo, conhecido em Minas Gerais como o rei do acesso pelos inúmeros títulos e ascensões de divisão pelo estado.

Luiz, que comandará o clube pela terceira vez, foi o responsável pelo título da Segunda Divisão do Mineiro em 2014.

“Confiamos muito no trabalho do Luiz Eduardo pelo profissional que ele é. Se trata de um treinador que já está identificado com o clube e também acreditamos na continuidade do trabalho para que neste ano consigamos o nosso grande objetivo, que é conquistar o acesso para a primeira divisão. Sabemos das dificuldades, mas vamos trabalhar muito por isso”, disse Ronaldo.

Para Luiz Eduardo, o caminho é longo e complicado, mas a equipe formada, segundo ele, é gabaritada para conseguir o sonhado acesso. “De todas as formas que pensarmos em uma competição pesada, o Módulo II é ainda mais. São muitas equipes tradicionais, grande parte que já participou da primeira divisão e que visa o retorno. Pensamos de forma muito criteriosa na hora de contratar os nossos jogadores, pois as características de cada um foram observadas de acordo com o perfil da competição. Agora vamos aproveitar bem este tempo curto que nos resta para acertar os últimos detalhes.”

O principal nome do CAP para a temporada está no setor de meio de campo, onde são articuladas as jogadas ofensivas e situações de gol. Para ser o camisa 10 da equipe, o escolhido foi o experiente Junior Paraíba, de 30 anos, que tem passagens por vários clubes do futebol brasileiro, entre eles Confiança (SE), Villa Nova (MG), URT (MG), Londrina (PR) e Atlético Mineiro. Ciente da responsabilidade, Junior Paraíba garante que o CAP estará forte em busca do acesso.

“Estou preparado para ajudar o CAP no Módulo II em tudo o que eu puder. O clube vem nos dando uma condição muito boa de trabalho e isso é essencial para alcançar o objetivo em uma competição tão disputada e pesada como essa. O elenco é também muito forte, com uma mescla muito boa entre experientes e jovens promessas”, disse Paraíba, que falou ainda sobre as suas qualidades dentro das quatro linhas.

“Quem me conhece sabe que sou um jogador que gosta de criar as jogadas, dar as chamadas assistências. Mas como todo o jogador que joga do meio para frente, não deixo de fazer os meus gols.”

A estreia do CAP no Módulo II será no dia 17 deste mês, contra o Mamoré, às 16h, em Patos de Minas. Luiz Eduardo tem como time base: Juninho; Lucas, André, Manoel e Willian; Paulinho, Fernando, Junior Paraíba e Cassiano; Rodney e Bruno Henrique.
 
UBERABA

Técnico jovem é aposta para retorno à 1ª divisão


Neto Pajolla diz que Zebu vai entrar forte na briga pelo acesso / Foto: Vitor Zaca

Desde que foi rebaixado para o Módulo II em 2012, o Uberaba vive uma verdadeira via-crúcis na tentativa de retornar para a elite mineira. Em 2013, o Zebu viveu um pesadelo ainda maior ao cair para a Terceira Divisão, mas conseguiu retornar em 2016.

Diante da exigente torcida colorada, a diretoria aposta na juventude e técnica da nova geração de treinadores. Neto Pajolla, de apenas 32 anos, chega com a responsabilidade de tentar levar o Zebu para o Módulo I.

Pajolla era auxiliar técnico de Rodrigo Santana na URT bicampeã do interior do ano passado. “É uma experiência ímpar na minha carreira e espero que eu possa contribuir para que o Uberaba volte para o lugar que ele merece. A diretoria tem feito todos os esforços para trazer os jogadores que achamos ter o perfil para ajudar o clube. Estamos trabalhando muito e como membro desta nova geração de treinadores, sinto-me muito honrado em fazer parte deste trabalho. Em relação ao Módulo II, é redundante falar nas dificuldades, que são muitas. Sabemos o quanto é uma competição pesada, mas vamos entrar forte para conquistar o acesso.”

O maior destaque da equipe colorada fica por conta da contratação do meia Caio Tavera, de 31 anos, que passou por clubes importantes como Atalanta (Itália), Noroeste (SP), Cruzeiro e Guarani de Campinas (SP).
 
MAMORÉ

Sapão monta elenco com jogadores vitoriosos

Técnino Wantuil é aposta do Mamoré para retornar à elite após três anos / Foto: Divulgação/NAC
 
O Sapo de Patos de Minas foi rebaixado para o Módulo II em 2015 e não quer esperar mais para voltar à elite. Para isso, o clube contratou jogadores experientes e que acumulam passagens vitoriosas pelo clube, como o atacante Luizinho, de 38 anos, e o meia Evandro Russo, de 32 anos.

Para o comando técnico, a diretoria esmeraldina aposta na experiência do treinador Wantuil Rodrigues, que treinou inúmeras equipes do futebol mineiro e de São Paulo.

Wantuil fala sobre as dificuldades do Módulo II, mas garante que o Mamoré irá brigar de igual para igual com os demais times pelo acesso. “Em novo formato, de pontos corridos, a regularidade na primeira fase é fundamental, ou seja, o importante é jamais se desgarrar do G-4. Espero, como sempre, um Módulo II forte e de muitas dificuldades. O Mamoré montou uma equipe competitiva e que vai dar trabalho na competição”, disse o treinador, que entende não haver favoritos para o acesso.

“Não tem como cravar um favorito, pois existem equipes entrando muito forte, como o Ipatinga, CAP, Uberaba, Mamoré, Democrata e Nacional. Todos têm condições de brigar de igual para igual. A diferença estará no trabalho, na dedicação das equipes na parte coletiva, que é muito importante neste perfil de competição em que o futebol é de muita pegada.”
 
CAMPEÃO MINEIRO DE 2005

Após fundo do poço, Ipatinga investe pesado

O Ipatinga quer retomar o caminho do sucesso trilhado em 2005, quando se sagrou campeão mineiro, ao bater na final o Cruzeiro. O time também já conseguiu acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro. Depois de chegar ao fundo do poço, com o rebaixamento para a Terceira Divisão de Minas Gerais, o clube volta forte ao futebol.

Após fechar patrocínio com uma multinacional japonesa, o clube conquistou no ano passado o acesso para o Módulo II e está sendo o clube com maior investimento para a competição. A diretoria manteve o técnico Eugênio Souza, que tem inúmeros acessos em Minas Gerais, e ainda contratou jogadores renomados do futebol brasileiro. Como maiores destaques estão o meia Bernardo, ex-Vasco da Gama e Cruzeiro, e o goleiro Márcio, ex- Goiás e famoso pelos gols em cobranças de pênaltis e faltas. 
 
PRIMEIRA RODADA MÓDULO II
 
Sábado (17)   16h       Betinense x    Uberaba
Sábado (17)   16h       Social   x    Tupynambas
Sábado (17)   16h       Mamoré   x    CAP Uberlândia
Sábado (17)   16h       América  x    Tricordiano
Sábado (17)   18h       Ipatinga x    Guarani
Segunda (19)  20h15    Nacional x    Democrata
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »