09/02/2018 às 19h11min - Atualizada em 09/02/2018 às 19h11min

Verdão treina no feriado para respirar no Mineiro

Elenco fala em correr atrás do prejuízo após sofrer a 4ª derrota

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Diante do América Mineiro, UEC tomou dois gols nos primeiros sete minutos de jogo / Foto: Fernando Aquino/UEC

A reapresentação do elenco do Uberlândia Esporte Clube (UEC), na tarde de hoje, no CT Ninho do Periquito, não foi das mais agradáveis, depois da derrota para o América, por 3 a 0, na noite da última quinta-feira (8) no Estádio Parque do Sabiá. O foco agora está em ir atrás do prejuízo.

A princípio, o técnico Paulo Cézar Catanoce não tem nenhum desfalque para o compromisso contra o Boa Esporte, na próxima sexta-feira (16), em Varginha, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro.

Catanoce tem como desafio arrumar, principalmente, o setor defensivo, até o momento o segundo mais vazado da competição com 12 gols sofridos, em seis partidas, somente um gol atrás do Tupi, que também tem o pior ataque, que na noite de hoje recebe a Patrocinense em Juiz de Fora. Serão seis dias de trabalho até o próximo desafio, e os atletas não terão folga para o Carnaval.

O Verdão ocupa a oitava colocação com seis pontos (duas vitórias e quatro derrotas) e precisa vencer o Boa de qualquer forma para respirar na competição e continuar sonhando com a classificação entre os oito que avançam para as quartas de final.

Paulo Cézar Catanoce afirma que nada funcionou diante do América. “Foi decepcionante, pois esperávamos um time competitivo como foi ao longo da competição. Infelizmente nada funcionou. Você toma um gol com 50 segundos de jogo, e outro com sete, isso desestrutura todo e qualquer tipo de trabalho que havíamos planejado. Em três temporadas que estou no Uberlândia, este foi, sem dúvidas o pior jogo com minha participação direta.”

Em relação ao próximo compromisso, ele garante que o time irá trabalhar muito para buscar uma vitória. “Vamos trabalhar toda semana no sentido de equilibrar a equipe, dar confiança aos jogadores para que possamos buscar um bom resultado em Varginha. Temos que ter equilíbrio, pois uma vitória nos recoloca no meio da tabela e também nos dá uma nova motivação”, disse Catanoce.

Um dos jogadores de melhor currículo do elenco e de maior experiência, o zagueiro Ferron pede sabedoria neste momento. “Não queríamos isso, pois estamos no Uberlândia para levar a equipe nas primeiras posições. Temos que ter calma neste momento para achar o ponto de equilíbrio. A coisa não aconteceu em todos os setores e não existe um culpado só, somos todos. É preciso ter cobrança, no futebol é normal, e temos que ter sabedoria para sair dessa situação, pois temos um bom elenco para vencer o próximo jogo”.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »