24/01/2018 às 09h43min - Atualizada em 24/01/2018 às 09h43min

No sufoco, Praia bate o Pinheiros pela Superliga

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Bolas pelas pontas foram determinantes para vitória do Praia / Foto: Camila Zago/Ascom Praia

Em um jogo duríssimo, o Dentil/Praia Clube bateu o Pinheiros (SP), na noite de ontem, na Arena Praia pela terceira rodada do segundo turno da Superliga Feminina de Vôlei. A equipe uberlandense cravou 3 sets a 2, parciais de 25/27, 25/12, 21/25, 25/13 e 15/10, se manteve na liderança com 43 pontos e ainda assegurou a invencibilidade no certame. Com mais um triunfo, a equipe comandada pelo técnico Paulo Coco chegou a marca de 15 jogos e 15 vitórias na Superliga. A ponteira Ellen, do Praia, foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou para casa o troféu Viva Vôlei.

A partida começou com o Praia indo com tudo para cima do Pinheiros e abrindo 4 a 0. As paulistas passaram a forçar mais o saque, tentando induzir o Praia ao erro, o que acabou dando certo e o Pinheiros virou a partida (17 a 14). O Praia não conseguiu se recuperar e as visitantes fecharam o set em 27 a 25.

No segundo set, o Praia voltou determinado a não dar chances ao Pinheiros. Com um volume de jogo intenso, o time abriu 7 a 3 em poucos minutos. O técnico do Pinheiros, Paulo de Tarso, pediu tempo, fez alterações, que não surtiram efeito. Com Fernanda Garay inspirada, o time fechou o set em 25 a 12.

No terceiro set, as donas da casa voltaram errando muito, enquanto Pinheiros, aproveitando bem os contra-ataques, abriu 8 a 6. Melhor, o Pinheiros se aproveitava dos vacilos da recepção praiana, ampliando ainda mais o placar (17 a 13). Paulo Coco fez várias trocas, mas a equipe não se encontrou e Pinheiros fechou o set por 25 a 21. O Praia voltou mais competitivo para o quarto set. As visitantes se assustaram com Bolas pelas pontas foram determinantes para vitória do Praia o volume de jogo do time praiano, que encontrava na ponteira Carla a sua principal válvula de escape, abrindo, em apenas 15 minutos, 19 a 10.

No embalo da torcida, o time seguiu firme e fechou o set em 25 a 13. No tie break, as equipes entraram sem medo de errar, arriscando muito no saque e nas bolas pelas pontas. Mais tranquilo no começo, Pinheiros abriu 4 a 2. Mas nessa hora o elenco mais experiente do Praia pesou mais e o time fechou o set decisivo por 15 a 10 e o jogo por 3 sets a 2. "Enfrentamos uma equipe que jogou muito bem e que nos trouxe muitas dificuldades. Mesmo assim, poderíamos ter ido melhor em cada fundamento e ter feito uma partida mais consistente. Agora temos que corrigir estes erros rapidamente", disse o técnico Paulo Coco. A equipe praiana volta à quadra na próxima sexta-feira (26), quando recebe o Brasília, às 18h30, na Arena Praia.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »