09/01/2018 às 17h48min - Atualizada em 09/01/2018 às 17h48min

Árbitros iniciam treinos para o Campeonato Mineiro

Profissionais ficam concentrados por três dias em Sesc de Venda Nova

ÉDER SOARES | REPÓRTER

Os árbitros que apitarão o Campeonato Mineiro 2018 começam amanhã (10), no Sesc de Venda Nova, distrito de Belo Horizonte, a pré-temporada visando o início do torneio, marcado para o dia 17. Neste ano, a preparação será em sistema de concentração durante três dias.

Segundo o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Mineira de Futebol (FMF), Giulliano Bozzano, o método adotado é para que haja maior aproveitamento da programação. “O regime fechado os mantém mais focados e descansados. Eles não se deslocam no trânsito, não se envolvem em questões externas e têm os três dias exclusivos para aproveitar o conteúdo”, disse Bozzano.

Atualmente, Minas Gerais, que já ocupou apenas seis vagas no quadro nacional de arbitragem, conta com quatorze representantes na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), um aspirante FIFA, o árbitro Igor Benevenuto, e dois integrantes no quadro mundial, o árbitro Ricardo Marques e o assistente Guilherme Dias Camilo.

Antes da pré-temporada, os 80 árbitros e 100 assistentes selecionados passaram, no dia 5, por uma bateria de testes físicos, que aconteceu no Centro de Treinamento Esportivo (CTE) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Os testes, padronizados pela FIFA, compreendem: seis tiros de quarenta metros, com intervalos de quinze segundos de descanso, e quarenta tiros de 75 metros, com intervalos de quinze segundos.

UBERLÂNDIA

Embora tenha um dos campeonatos amadores mais renomados do Brasil, Uberlândia não possui nenhum árbitro trabalhando no quadro oficial da FMF. O último e mais famoso foi Alicio Pena Júnior, ex-FIFA, que mora em Araguari, e que depois de se aposentar, em 2014, trabalha na CBF como diretor da Escola Nacional de Árbitros de Futebol (Enaf).

Segundo o presidente da Liga Uberlandense de Futebol, Renato Batista, a falta de árbitros do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba no quadro da FMF tem a ver com uma questão de logística. “Os árbitros de Uberlândia fazem a pré-temporada aqui mesmo e ficam sempre à disposição da Federação Mineira, alguns até trabalharam como quarto árbitro no ano passado. O fato é que para trabalhar como juiz da FMF é preciso que o profissional esteja próximo à Belo Horizonte para passar por um processo de avaliação e a nossa região fica distante neste sentido”. 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »