01/12/2017 às 18h02min - Atualizada em 01/12/2017 às 18h02min

Brasil pode pegar Alemanha nas oitavas

Seleção enfrenta Suíça, Costa Rica e Sérvia na primeira fase e não jogará em Sochi, escolhida como base

FOLHAPRESS | SÃO PAULO
Técnicos das seleções participantes da Copa de 2018 posaram para fotos minutos antes do início do sorteio das chaves / Foto: Fifa/Divulgação

 

O Brasil escapou dos outros campeões mundiais na fase de grupos, mas pode enfrentar a Alemanha nas oitavas de final da Copa, se um for primeiro de sua chave e o outro o segundo colocado.

Na primeira fase, serão duas seleções europeias e uma da América Central no caminho da seleção que buscará o hexacampeonato na Rússia.

A estreia no Mundial de 2018 será no dia 17 de junho, às 15h de Brasília, contra a Suíça. Vai ser a segunda vez que os dois países se enfrentam em um Mundial. A primeira vez que ocorreu este duelo foi na Copa de 1950, no Brasil. A seleção brasileira empatou em 2 a 2 no estádio do Pacaembu.

Nas eliminatórias para a Copa da Rússia, os suíços tiveram que jogar a repescagem contra a Irlanda do Norte.

A segunda partida do time dirigido por Tite será contra a Costa Rica, às 9h, pelo horário de Brasília. O jogo vai ocorrer no dia 22, em São Petersburgo.

Vai ser o terceiro duelo entre o Brasil e a Costa Rica em Copas. Em 2002, na primeira fase, o time dirigido por Scolari, que seria campeão, ganhou por 5 a 2.

Em 1990, também na primeira fase, Brasil e Costa Rica se enfrentaram, e a seleção dirigida por Lazaroni ganhou por 1 a 0.

A seleção fecha sua participação na primeira fase contra a Sérvia. No dia 27, às 15h, em Moscou.

A seleção brasileira não atuará em Sochi durante toda a Copa do Mundo, ainda que avance até a final.

A cidade à beira do Mar Negro foi escolhida como base pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A equipe ficará hospedada em um resort cinco estrelas.

Na primeira fase, a equipe de Tite atuará nas cidades de Rostov-do-Don, contra a Suíça, São Petersburgo, com a Costa Rica, e Moscou, diante da Sérvia.

Se a CBF mantiver o planejamento de a seleção sempre retornar à sua base entre os jogos, o Brasil viajará aproximadamente 7.376 quilômetros, somando deslocamentos aéreos entre ida e volta.

Caso passe em primeiro de sua chave, o Brasil jogará nas seguintes cidades até a final: Samara, Kazan, São Petersburgo e Moscou.

Se for segundo, o caminho até a decisão passará por São Petersburgo, Samara, Moscou e Moscou.

 

MESSI E CR7

Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, a dupla que ocupa o topo da lista de melhores jogadores do mundo desde 2011, terão nova chance de um inédito título mundial. O maior desafio será do português, que já inicia o Mundial contra a Espanha, em duelo que marcará o encontro com vários companheiros de Real Madrid, como Sergio Ramos, Isco e Asensio.

Além da Espanha, a seleção portuguesa ainda enfrenta Marrocos e Irã na primeira fase da Copa do Mundo. Aos 32 anos, Cristiano Ronaldo atuou em mundiais nas temporadas de 2006, 2010 e 2014.  Ele anotou um gol em cada edição da competição e alcançou a colocação máxima na primeira delas, quando ele ainda não era a principal estrela e sua equipe caiu nas semifinais para a vice-campeã França.

Lionel Messi também esteve nas edições de 2006, 2010 e 2014 da Copa do Mundo e soma cinco gols marcados, sendo quatro deles na edição no Brasil, quando a Argentina foi vice-campeã. A equipe caiu nas oitavas de final em 2006 e nas quartas de final de 2010.

Curiosamente, a Nigéria foi adversária na primeira fase em 2014 (vitória por 3 a 2 da Argentina com dois gols do jogador do Barcelona) e 2010 (vitória por 1 a 0). Os outros adversários de Messi serão Islândia e Croácia nas duas primeiras rodadas.

Sem Messi, a Argentina disputou um amistoso contra a Nigéria no último dia 14 de novembro. A primeira derrota de Jorge Sampaoli no cargo foi de virada, pelo placar de 4 a 2. Antes disso, a seleção havia vencido cinco jogos (um deles contra o Brasil, na Austália) e empatado três.

Aos 32 e 30 anos, respectivamente, Cristiano Ronaldo e Messi já fazem projeções para o fim da carreira. O português já declarou que depois da Rússia ainda deseja atuar na Copa do Mundo de 2022, no Qatar, enquanto o argentino ainda não deu declarações neste sentido e, em 2016, ficou por um mês e meio bancando a aposentadoria da seleção, decisão da qual voltou atrás.

 

GRUPO A

Rússia

Arábia Saudita

Egito

Uruguai

 

GRUPO B

Portugal

Espanha

Marrocos

Irã

 

GRUPO C

França

Austrália

Peru

Dinamarca

 

GRUPO D

Argentina

Islândia

Croácia

Nigéria

 

GRUPO E

Brasil

Suíça

Costa Rica

Sérvia

 

GRUPO F

Alemanha

México

Suécia

Coreia do Sul

 

GRUPO G

Bélgica

Panamá

Tunísia

Inglaterra

 

GRUPO H

Polônia

Senegal

Colômbia

Japão


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »