09/11/2017 às 17h49min - Atualizada em 09/11/2017 às 17h49min

Carolina Maria de Jesus é tema de exposição

DA REDAÇÃO
Biblioteca recebe exposição sobre escritora mineira / Foto: Divulgação

 

Está em cartaz na Biblioteca Sesi Indústria do Conhecimento, no bairro Roosevelt, onde fica até 30 de novembro, uma exposição que reverencia a vida e obra da escritora mineira Carolina Maria de Jesus (1914-1977). Sua trajetória de amor pela literatura e resistência em prol da igualdade social e igualdade racial fez dela uma das mais expressivas autoras brasileiras. A exposição faz parte das atividades do Mês da Consciência Negra em Uberlândia.

A mostra foi idealizada pela coordenadora da Biblioteca, Maria Abadia de Araújo, que reuniu detalhes, curiosidades e trabalhos de destaque da escritora contra o preconceito e a desigualdade social.

“A Carolina foi uma das principais escritoras que tivemos e partindo disso, comecei a ler sobre a vida dela e me emocionar com a história de coragem e superação. É uma mulher negra, pobre, que veio da favela e encontrou no lixo o seu amor pela literatura e a forma de expressar seus pensamentos. Partimos desse princípio, fazendo uma coletânea da sua trajetória, para que as pessoas também possam conhecer”, disse a coordenadora.

Nascida na zona rural do município de Sacramento, Carolina Maria de Jesus tornou-se escritora quando trabalhava como catadora de lixo na favela do Canindé, em São Paulo, na segunda metade da década de 50. No local, ela passou a utilizar os cadernos que encontrava nas lixeiras para escrever sobre o seu cotidiano e os pensamentos, refletindo sobre a brutalidade do ambiente onde vivia, as preocupações e seus desafios diários. Sua principal obra, “Quarto de Despejo”, foi traduzida para mais de dez idiomas.

 

SERVIÇO

O QUE: exposição Carolina Maria de Jesus

ONDE: Biblioteca Sesi Indústria do Conhecimento (Av. Elpídio Aristídes de Freitas, s/n, Roosevelt)

QUANDO: até 30/11 de segunda-feira a sexta-feira das 8h às 18h

INFORMAÇÕES: 3238-5168


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »