03/10/2017 às 15h38min - Atualizada em 03/10/2017 às 15h38min

Settran e PM iniciam ação conjunta no trânsito

DA REDAÇÃO
Agentes da Settran e PMs receberam instruções na segunda-feira / Foto: Secom/PMU

 

A Secretaria de Trânsito e Transportes (Settran) e a Polícia Militar de Minas Gerais (PM) deram início na segunda-feira (2) às atividades e operações de educação e fiscalização que até 2020 serão desenvolvidas em conjunto no trânsito de Uberlândia. Cerca de 30 agentes e policiais militares se reuniram na 91ª Companhia de Polícia Militar, na praça Sérgio Pacheco, para receber instruções. De lá, foram deslocados para a realização das primeiras blitzes em parceria pelas vias do município.

Segundo o assessor de Operações de Tráfego da Settran, capitão Maurílio Terra, as ações conjuntas ocorrerão gradativamente durante todo este mês para que as responsabilidades e competências sejam aprimoradas, adequadas ou ajustadas. “Nosso objetivo é reduzir o número de acidentes e de qualquer ocorrência envolvendo o trânsito na cidade”, disse.

O comandante da 9ª Região da Polícia Militar (RPM), Cláudio Vítor Rodrigues Rocha, destacou também que a parceria garantirá mais alcance das autoridades em relação ao trânsito, o que, consequentemente, deverá reduzir a criminalidade na cidade. “É sabido que a presença ostensiva das autoridades no trânsito inibe preventivamente ações criminosas e possibilita respostas rápidas a qualquer ocorrência”, explicou.

 

AÇÕES

As ações envolvendo agentes de trânsito e policiais ocorrerão de forma permanente, conforme preconiza o convênio assinado pela Prefeitura de Uberlândia e a Polícia Militar no dia 20 de setembro. Por meio do convênio, a PM destacará efetivos militares que atuarão em conjunto com os agentes de trânsito do município nas mais diversas ações, formando as chamadas Unidades Integradas de Trânsito (UIT).

Para que isto seja possível, 1,6 mil militares serão credenciados para execução e aplicação das medidas relativas ao trânsito no município, como realização de blitzes e eventos educativos, por exemplo, seguindo o Código de Trânsito Brasileiro e legislações municipais. Deste total de militares, 60 estarão disponíveis exclusivamente para atuar na área de forma cotidiana.

O Município, por sua vez, ficará responsável, dentre outras coisas, pelo estabelecimento das diretrizes do trabalho conjunto, bem como pelo treinamento aos policiais nesta área por meio da Settran. Um apoio financeiro de R$ 80 mil ao mês para a corporação também está previsto. Com este montante mais uma contrapartida de cerca de R$ 16 mil mensais, a PM deverá adquirir materiais de escritório e equipamentos necessários para que os policiais atuem no trânsito junto aos agentes municipais. O recurso também poderá ser utilizado para execução de cursos e aquisição de viaturas que possam ser usados nas ações.

Fora os benefícios operacionais, o acordo ainda prevê que a PM e o Município colaborem igualmente na troca de informações coletadas em ocorrências. Isso para que seja criado um banco de dados integrado que forneça dados estatísticos. Informações que ajudarão a dar norte e embasar políticas públicas na área de trânsito em Uberlândia.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »