02/10/2017 às 05h02min - Atualizada em 02/10/2017 às 05h02min

UTC passa por obras iniciais de revitalização

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Primeira etapa da obra deve ser concluída até dezembro / Foto: Éder Soares

 

O Uberlândia Tênis Clube (UTC) começou a passar por uma primeira etapa de obras na última semana. Estão sendo feitas intervenções básicas, como a pintura das quadras, iluminação, salas e da fachada, que devem ser concluídas até o final de dezembro. Fevereiro é o prazo limite estimado pela Fundação Uberlandense de Turismo, Esporte e Lazer (Futel), administradora do clube, para o retorno de funcionamento das escolinhas de esporte, como basquete, handebol, lutas, futsal e natação.

No mês de maio, a praça esportiva voltou ao poder do munícipio de Uberlândia, após um período de 12 anos sendo administrado pela Fundação Uberlândia Tênis Clube (FUTC), criada em 2005 para que o UTC pudesse receber repasses de verbas, o que não era possível em virtude das muitas dívidas acumuladas pelo clube.

Esta primeira etapa de reformas terá um custo de R$ 100 mil, recursos próprios da Futel. Uma alteração a ser realizada futuramente está em relação ao nome fantasia UTC, que não poderá ser mais utilizados devido às dívidas anteriores e precisará ser modificado.

Os primeiros passos da reforma do UTC estão sendo realizados através de uma força tarefa, na qual estão empenhadas as secretarias de Meio Ambiente, Obras e DMAE. “Estamos fazendo uma reforma na parte frontal do clube: secretarias, salas de troféus e diretoria, para que possamos colocar o clube em funcionamento o mais breve possível”, disse Silvio Soares, secretário-geral da Futel.

 

GINÁSIOS

Soares explica ainda que durante a realização da primeira etapa de obras estarão em andamento os processos licitatórios para a execução das reformas gerais nos ginásios Homero Santos, anexo e Dr. Eugênio. “Nesses três espaços serão feitos serviços de troca de piso, recuperação em telhados, melhorias no sistema de iluminação e ainda recuperação de banheiros e vestiários. Para a piscina olímpica faremos a recuperação dos sete trocadores de calor”, contou.

Ainda segundo o secretário-geral da Futel, será lançado um edital de licitação para a segunda etapa da reforma da edificação, que tem uma estimativa de gastos entre R$ 400 e R$ 500 mil, mais uma vez através de recursos próprios da Futel.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »