25/09/2017 às 16h59min - Atualizada em 25/09/2017 às 16h59min

Fusion encerra festival com leveza

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Cia Fusion de Dança encerra com “Quando Efé” no Festival de Dança do Triângulo / Foto: Cleiton Borges/Secom/PMU

 

Terminou no último domingo (24) a edição 2017 do Festival de Dança do Triângulo – (sobre) vivências em Dança, com apresentação da Cia Fusion (foto), de Belo Horizonte, com o espetáculo “Quando Efé”, apresentado no Centro de Esportes Unificado (CEU) do bairro Shopping Park.

Diferente de “Pai contra mãe”, que apresentaram na abertura, o segundo espetáculo foi mais leve e curioso, com destaque para a mineiridade e para a tradição dos “causos” tão valiosos em nossa cultura. Entre os movimentos dos bailarinos em uma trilha sonora cativante, surgiam histórias sobre encontros inusitados, como o de Michael Jackson, Madonna e o Saci-Pererê.

Antes da Fusion houve apresentações no Palco Livre e intervenção de Luciana Arslan.

Neste ano a descentralização dos pontos de apresentação levaram o festival também para a praça Tubal Vilela, para o Pratic Shopping e Teatro Municipal de Uberlândia. Segundo a secretária de cultura de Uberlândia, Mônica Debs, levar o encerramento para o CEU do Shopping Park foi uma forma de prestigiar o espaço que já vem sendo usado com frequência em vários segmentos da arte.

Inédito também foi o horário das atividades do último dia do festival, que aconteceram entre 9h e 13h em espaço para as famílias. Com um tempo seco e quente, as arquibancadas da quadra não estavam lotadas mas as apresentações contaram com um bom público.

A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) mesmo com pouca verba conseguiu realizar mais uma edição do festival com o apoio de muitos parceiros e comprometimento de todos os grupos participantes. Segundo Mônica Debs, foi um trabalho feito a muitas mãos e contou com a dedicação de toda a equipe da SMC. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »