25/07/2017 às 05h35min - Atualizada em 25/07/2017 às 05h35min

Rodrigo Parreira conquista 3 medalhas

Paratleta uberlandense também volta do Mundial com dois recordes

DA REDAÇÃO
Paratleta conquistou medalha nas três provas que disputou durante o Mundial em Londres / Foto: Divulgação

 

O Brasil terminou em nono lugar no quadro geral do Mundial de Atletismo Paralímpico em Londres, que se encerrou no último domingo. A delegação conquistou 21 medalhas e Rodrigo Parreira, paratlela que treina em Uberlândia na equipe Minas Olímpica, foi um dos destaques. Ele conquistou medalhas nas três provas que participou: salto em distância, 100 metros rasos e 200 metros rasos.

A primeira medalha do uberlandense, um bronze, foi conquistada na segunda-feira (17), quando Parreira competiu a final dos 200 metros rasos. Ele se jogou no chão para atravessar a linha de chegada na frente do adversário.  Nessa mesma prova, o paratleta ainda marcou o novo recorde das Américas, com o tempo de 25s19.

“Eu bati meu tempo e ainda consegui a medalha. Quando eu caí na chegada achei que tivesse ficado em quarto, o que já estaria de bom tamanho. Foi uma prova difícil, mas valeu a pena me jogar no chão”, disse Parreira.

No dia seguinte, ainda com fita fisioterápica no braço, Rodrigo participou da final do salto em distância e repetiu o feito das Paralímpiadas Rio 2016, conquistando a medalha de prata com a marca de 5,55 metros. “Consegui passar o australiano Brayden Davidson, que ficou na minha frente no Rio. A concentração foi total e valeu a pena cada segundo.”

A última medalha foi conquistada no sábado (22) na prova dos 100 metros rasos. Depois de sentir dores na perna durante a semifinal, Rodrigo chegou a ser dúvida, mas fez uma boa prova. Além do terceiro lugar ele garantiu o recorde das Américas com o tempo de 12s28.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »