19/05/2017 às 09h09min - Atualizada em 19/05/2017 às 09h09min

Após 12 anos, Prefeitura volta administrar o UTC

MUNICÍPIO OBTEVE LIMINAR NA JUSTIÇA PARA TER CLUBE DE VOLTA; FUTEL SERÁ RESPONSÁVEL

Eder Soares - repórter
Da Redação
Waldemar Santos recebeu ontem oficiais de justiça com a notificação de reintegração de posse

Depois de 12 anos, a Praça de Esportes Minas Gerais, onde funciona o Uberlândia Tênis Clube (UTC), volta a ser administrada pela Prefeitura Municipal de Uberlândia. O tradicional clube localizado na região central da cidade estava sob administração da Fundação Uberlândia Tênis Clube (FUTC), criada em 2005 para que o UTC pudesse receber repasses de verbas, o que não era possível em virtude das muitas dívidas acumuladas pelo clube. No começo desta semana, a Prefeitura entrou com uma liminar na justiça pedindo a reintegração de posse do imóvel, que foi deferida pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, João Ecyr Mota Ferreira.

Na manhã de ontem, os oficiais de justiça foram até o UTC, onde a notificação foi entregue para o ex-presidente do clube e da Fundação FUTC, Waldemar Santos Junior, o Junqueira. Ele não ofereceu resistência ao pedido de reintegração de posse, mas adiantou que vai recorrer da decisão. Junqueira estava nos cargos de presidente do UTC e da FUTC sem a realização de eleições, conforme obrigatória de acordo com o estatuto do clube.

“Foi uma decisão arbitrária e que não nos deu tempo sequer de preparar uma defesa. Eu venho tentando entregar o UTC desde dezembro do ano passado, quando venceu o convênio entre a FUTC e a Prefeitura, mas minhas tentativas de acordo não surtiram efeito. Apesar disso, entendo que decisão judicial não se contesta, apenas se cumpre”, disse Junqueira, citando ainda que existe uma dívida de aproximadamente R$ 4 milhões, de administrações anteriores, e que ele não se sente responsável pelo pagamento.

 

Centro de Referência

O clube funcionará hoje com a presença de servidores da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), que passa a administrar o espaço. A partir de amanhã, o clube será fechado para que a Futel tenha conhecimento de toda a situação em que se encontra a Praça de Esportes, uma vez que não foram repassadas informações sobre as dívidas e quadro de funcionários. Até dezembro do ano passado, quando se encerrou o convênio da FUTC com a Futel, eram repassados R$ 520 mil anuais.

Segundo o diretor-geral da Futel, Silvio Soares dos Santos, não existe uma data prevista para a reabertura do UTC, mas o clube passará a funcionar como um centro de referência esportiva, com escolinhas de iniciação esportiva e, provavelmente, será também um clube social para os servidores da Prefeitura. “Temos muito trabalho pela frente, mas agora, em poder da Praça de Esportes Minas Gerais, vamos primeiramente verificar toda a situação em que o clube se encontra. Vencido esta etapa, a ideia é realmente transformar esta praça esportiva em uma referência na revelação de atletas, assim como sempre foi ao longo de sua história”, afirmou Silvio. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »