10/05/2017 às 09h33min - Atualizada em 10/05/2017 às 09h33min

Temer e Renan avançam em acordo de reforma

SÃO PAULO

Em reunião realizada ontem, no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer e o líder do PMDB do Senado, Renan Calheiros (AL), conseguiram avançar num entendimento para que o senador não dificulte a votação da reforma trabalhista na Casa.

Até o encontro, o líder vinha sendo um dos principais críticos às reformas encaminhadas pelo governo Temer ao Congresso.

Segundo relatos, durante as conversas, que contou com a participação de integrantes da bancada do PMDB do Senado, Renan voltou a demonstrar insatisfação com alguns pontos da reforma trabalhista, mas sinalizou para um entendimento. Uma alternativa proposta por Temer, para contornar possíveis resistências do peemedebista, é a possibilidade de serem feitos os ajustes possíveis no projeto por meio de Medida Provisória.

Ao chegar no Senado, Renan considerou que o encontro foi positivo e a sugestão colocada por Temer como boa. "O presidente da República colocou mais uma instância que seria a edição de uma medida provisória para corrigir, se for o caso, excessos da reforma trabalhista. Por isso achei bom", afirmou Renan. Em seguida o líder do PMDB considerou que durante as discussões no Senado poderá até haver "convergências" para que a proposta seja aprovada.

Além do gesto de Temer para tentar contornar a resistência de Renan na reforma, o presidente também teria afirmado no encontro que deverá encaminhar uma MP com mudanças na terceirização. A ideia é corrigir alguns pontos do projeto que foi à sanção em março e que permitiu a terceirização irrestrita em empresas privadas e no serviço público. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »