28/04/2017 às 09h00min - Atualizada em 28/04/2017 às 09h00min

Academia do Vôlei terá ginásio próprio neste ano

Nova estrutura terá capacidade para mais de 1 mil torcedores

ÉDER SOARES – ESPECIAL PARA O DIÁRIO
Fotos: Academia do Vôlei – Crédito: Eder Soares

Depois de ficar 21 anos pulando de casa em casa, o projeto de categorias de base e trabalho social da Academia do Vôlei, que também engloba o time adulto do Gabarito/Uberlândia, terá sua própria casa ainda este ano. Nesta semana, começaram os trabalhos de terraplanagem na área adquirida, que fica na rua das Juritis no bairro Cidade Jardim, zona sul de Uberlândia.

O novo ginásio terá capacidade para 1,1 mil torcedores e, entre demais estruturas, a edificação terá 20 apartamentos para atletas da cidade e mais 100 para jogadores de fora. A obra custará cerca de R$ 2 milhões, provenientes de repasse do Ministério Público do Trabalho. A previsão de inauguração é para novembro deste ano.

A Academia do Vôlei é considerada pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) como um dos quatro principais formadores de atletas para o voleibol masculino brasileiro. São sete categorias que vão do sub-14 ao adulto, com um total de 312 atletas, em cinco núcleos espalhados pela cidade: Poliesportivo do Canaã, Ginásio do Lagoinha, Arena Sabiazinho, Ginásio do Colégio Gabarito e no bairro Jardim das Palmeiras.

Um dos maiores sonhos de Manoel Honorato, técnico do time adulto e um dos coordenadores do projeto, é um dia ter uma equipe na divisão principal da Superliga de Vôlei. Segundo ele, com a construção da sede própria, o sonho pode estar muito próximo.

“Creio que precisamos dar um passo de cada vez e assim temos feito. Agora com o avanço dessa obra, depois de tanto tempo esperando, teremos nossa própria casa para agregar valores e ter novos investidores que virão. O sonho de um dia estar numa Superliga principal seguirá cada vez mais forte”, disse Honorato.

Atletas revelados

O projeto da Academia do Vôlei já revelou vários atletas para o voleibol brasileiro. Entre alguns dos principais estão jogadores como Candango, que jogou pelo Sesi (SP) e São José dos Campos; Téo, do Sesi e Seleção Brasileira. O principal atleta revelado é o oposto Renan, que atualmente disputa a Superliga pelo Juiz de Fora e constantemente é lembrado nas convocações da Seleção Brasileira. O último atleta do projeto que joga fora de Uberlândia é o ponteiro Honorato, filho do técnico Manoel Honorato, que está no Minas Tênis Clube e treina atualmente em Saquarema (RJ) com a Seleção Brasileira de novos.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »