17/04/2017 às 09h40min - Atualizada em 17/04/2017 às 09h40min

Catedral recebe encenação da Paixão de Cristo

O clássico dos clássicos demonstra que após dois mil anos continua atual

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Da Redação
Flávio Arciole é diretor do espetáculo que será apresentado às 18h

O diretor teatral Flávio Arciole tem, nesta época do ano, desde 2007, o desafio de montar o espetáculo que conta a história da Paixão de Cristo, apresentado há 16 anos em frente à catedral Santa Teresinha, no Centro de Uberlândia. A história conhecida mundialmente há mais de dois mil anos ainda é capaz de emocionar.

“Esse espetáculo é um grande presente para qualquer diretor de teatro porque é o clássico dos clássicos. Tem mais de dois mil anos e todo mundo até hoje se emociona com ele”, explica o diretor em entrevista ao jornal Diário do Comércio no interior da Catedral após a Missa da Unidade, na manhã de ontem.

A liberdade artística permite ao diretor dar a algo tão clássico e tão tradicional, versões que dialogam com a atualidade. “A cada ano sempre inovo pautado em situações do cotidiano. Por exemplo, a cena da flagelação de Cristo nesse ano vai ser representada por uma mulher. Ou seja, o bom entendedor vai ver que são as mulheres que estão sendo maltratadas e flageladas em nossa sociedade. É uma pequena analogia que faço”, explica.

O diretor conta que todas as cenas são pautadas em cima de salmos e reflexões do dia a dia que fala sobre injustiça sobre o erro de quem condena. A cena do sinédrio, em que Jesus é julgado pelos sacerdotes, a cada ano fica mais atual. “Ali vemos várias provas de sua inocência, mas para a grande sociedade, para o grande sinédrio, para o grande poder de Jerusalém daquela época Jesus tinha que ser culpado”, comenta Arciole.

Para ele, ser levarmos em conta nossa situação hoje em dia é tudo que acontece principalmente nas esferas mais altas do poder, a história de Cristo está a cada ano mais atual. “As provas são forjadas, as opiniões são todas retorcidas, então, existe uma força do poder e da mídia em si como na passagem: ‘procura no meio do povo bastante gente para gritar diante de Pilatos para que Pilatos se impressione e possa condená-lo’. O que é isso? É a própria mídia que falsamente induz e distorce fatos”, exemplifica o diretor.

PRODUÇÃO

O diretor Flávio Arciole tem à disposição um casting com 13 atores contratados. “São os melhores de Uberlândia”, afirma. Além deles, participam da montagem 58 membros da comunidade que serve na igreja e sempre ajuda de diversas formas.

 

SERVIÇO

O QUE: Encenação da Paixão de Cristo

QUANDO: Hoje, às 18h

ONDE: Em frente a Catedral Santa Teresinha, na praça Tubal Vilela (Centro)

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »