11/04/2017 às 09h36min - Atualizada em 11/04/2017 às 09h36min

UMA CELEBRAÇÃO DA BOA MÚSICA

Nicolau Sulzbeck e Banda se apresentam no Municipal com convites esgotados

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Nicolau Sulzbeck e banda durante apresentação recente na vizinha Uberaba

Aos 84 anos Nicolau Sulzbeck é um exemplo de artista que nunca descansa. Com seu violino a tiracolo, reúne competentes músicos para shows memoráveis em Uberlândia e região. Recentemente, dentro do projeto Circulação Musical em Minas Gerais, passou por Itumbiara, Araguari e Uberaba.

Nesta noite, esse show será apresentado no Teatro Municipal de Uberlândia. Os convites, distribuídos gratuitamente, já estão esgotados. “Porém, nada impede que quem não tem apareça por lá logo mais. Caso haja lugares disponíveis, após a entrada de todos que estiverem com o convite será liberada a entrada de pessoas que não os retiraram antecipadamente”, explica o músico em entrevista por telefone ao jornal Diário do Comércio.

Sulzbeck volta ao Municipal com talentosos músicos uberlandenses que o acompanham há alguns anos e traz novidades nos vocais, agora composto por Adriana Francisco, Karina Kooper e Renato Paiva. Os arranjos continuam por conta do maestro Pedro Ferreira. “Em nosso repertório o arranjo é muito importante, afinal, ele coloca todas as notas nos lugares certos. E o Pedro Ferreira tem sido muito feliz neste trabalho conosco”, comenta o violinista.

Aliás, o repertório, para Sulzbeck, é um trunfo que tem possibilitado uma renovação de público constante em seus shows. “Não é um espetáculo que contempla somente um estilo, mas que passa por muitos deles, como o jazz, o blues e também o pop”, explica. Sulzbeck afirma ser a favor de um repertório eclético. Em seu novo show, canções do saudoso Gonzagão (1912-1989) dividem espaço com músicas da inglesa Adele. Tem Beatles e tem Astor Piazzolla (1921-1992), passando por Frank Sinatra (1915-1998) e Elis Regina (1945-1982). “Temos muita música de qualidade feita no Brasil e no mundo, jamais devemos esquecer delas”, afirma.

Nas apresentações mais recentes, o músico notou o comparecimento maior de jovens entre 15 e 18 anos, a maioria estudante de música. “Eles vão até o camarim conversar com a gente sobre as músicas, tiram fotos e até pedem autógrafo. Estabelecer esse diálogo é importante para a formação deles como ouvintes e, quem sabe, logo mais, também na carreira deles como intérpretes ou compositores. Muito se diz que os jovens não se interessam por esse tipo de música, mas, pelo que percebemos em nossos shows, esse cenário está em mutação, como a gente dizia antigamente, vai de ‘mamando a caducando’ ”, disse o violinista.

A repercussão da turnê também tem agradado Nicolau Sulzbeck. “Em Araguari o teatro não comportou o público, ficou muita gente de fora e eles fretaram um ônibus para assistirem o show de hoje aqui. Para nós, é um ótimo incentivo para continuar com este trabalho”, disse Sulzbeck.

CARREIRA

Nicolau Sulzbeck tem pouco mais de 60 anos de carreira. Já se apresentou em cidades de países da Europa, Estados Unidos e Paraguai, além de shows pelo Brasil. Seu trabalho tem reconhecimento nacional. No ano passado, foi um dos convidados da última temporada do “Programa do Jô”, onde se apresentou com o Quarteto da atração que fechava as noites da Globo. “Fui ao ‘Programa do Jô’ três vezes e recebo com muita alegria esses convites. É importante ver que esse tipo de música ainda tem seu apelo”, comenta o artista.

 

SERVIÇO

O QUE: Show Circulação Musical em Minas

QUEM: Nicolau Sulzbeck e Banda

ONDE: Teatro Municipal de Uberlândia (Av. Rondon Pacheco, 7.070, Tibery)

QUANDO: Hoje, às 20h

INGRESSOS: Os convites foram distribuídos gratuitamente na bilheteria do teatro. A entrada sem o convite será permitida caso até o momento do espetáculo restem lugares à disposição.

INFORMAÇÕES: 3224-1674

 

ARTE

FICHA TÉCNICA - BANDA

VIOLINO: Nicolau Sulzbeck

PIANO E REGÊNCIA: Maestro Pedro Ferreira

VOCAIS: Adriana Francisco, Karine Kooper e Renato Paiva

METAIS: Marcão e Netinho

VIOLINOS: Lesther e Samuel

BAIXO: Paulão

BATERIA: Cajuzinho

PERCUSSÃO: Sidney

GUITARRA: Walter Júnior


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »