29/03/2017 às 09h00min - Atualizada em 29/03/2017 às 09h00min

Após empate heroico, Verdão pensa na URT

Times têm 13 pontos na competição e se enfrentam no domingo, às 16h, no estádio Zama Maciel

ÉDER SOARES - ESPECIAL PARA O DIÁRIO

Na reapresentação do elenco do Uberlândia Esporte Clube, na tarde de ontem, no CT Ninho do Periquito, era incontida a satisfação do elenco alviverde após a boa partida realizada no empate por 2 a 2, contra o Cruzeiro, na noite da última segunda-feira, no Estádio Parque do Sabiá.  Ficou apenas o sentimento de frustração de que se não fosse a má atuação do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, que marcou uma penalidade inexistente a favor do time celeste, o time poderia ter conquistado os três pontos.

Agora, o técnico Paulo Cézar Catanoce volta às atenções para o próximo compromisso, pela penúltima rodada da fase classificatória, contra a URT, no próximo domingo, às 16h, em Patos de Minas. As duas equipes têm 13 pontos, cada, e o Verdão fica na quinta colocação por ter uma vitória a mais na competição.

O jogo também vale briga direta por vaga no G4, grupo dos quatro que avançam às semifinais. Verdão e Trovão, garantidos na Série D do Brasileiro de 2018, estão apenas a um ponto do quarto colocado, Tombense, que soma 14 pontos. 

“O momento é de focar na URT e que precisamos ir para Patos de Minas para fazer um grande jogo e buscar os três pontos, apesar de saber das dificuldades. Fizemos um grande jogo contra o Cruzeiro e até poderíamos ter vencido se não fosse à infelicidade do árbitro da partida. Tudo isso nos dá uma esperança muito grande de que podemos chegar ainda mais longe no campeonato”, disse Catanoce.

Autor do primeiro gol contra o Cruzeiro, o atacante Shumacher garante que o Verdão está embalado para brigar pelas semifinais. “Nosso time cresceu nos dois últimos jogos, isso está claro. Só não podemos nos acomodar e precisamos continuar com a mesma pegada e vontade em busca de nossos objetivos. É assim o nosso pensamento e não vamos fugir disso”, afirmou.

 

Representação

Atlético pede à Federação Mineira afastamento do árbitro

O Atlético enviou para a Federação Mineira de Futebol (FMF), na manhã de ontem, um ofício no qual pede o afastamento imediato do árbitro Ricardo Marques Ribeiro do quadro de arbitragens da entidade. A assessoria de imprensa do Galo afirma que o motivo para tal pedido é baseado no histórico de erros do juiz contra o próprio Galo e o estopim seria a sua atuação na partida de ontem, no Parque do Sabiá, entre Uberlândia e Cruzeiro, no qual Ricardo atuou muito mal prejudicando o Verdão. Uma vitória do Cruzeiro ainda deixaria o clube com chances de conquistar o primeiro lugar na fase de classificação do Mineiro.

Em contato com a reportagem do Diário do Comércio, o diretor de futebol do clube, Fabrício Tavares, afirmou que a diretoria se reuniria para discutir o assunto e o que fazer


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »