10/03/2017 às 10h32min - Atualizada em 10/03/2017 às 10h32min

Clube Leia Mulheres tem primeiro encontro em Uberlândia

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Carolina Maria de Jesus (1914-1977) é a autora escolhida par ao Leia Mulheres Uberlândia

Uberlândia recebe amanhã o primeiro encontro do clube de leitura Leia Mulheres, que tem grupos espalhados por mais de 40 cidades brasileiras e se reúne com o intuito de aumentar a visibilidade de autoras no meio literário. As mediadoras dos encontros que devem acontecer mensalmente em Uberlândia são Samita Barbosa e Bethânia Mariano.

Durante o evento, que tem apoio da Editora Subsolo, os participantes conversam sobre livros de autoras previamente escolhidos. Os livros referentes a cada encontro serão sempre votados e escolhidos no grupo do Leia Mulheres Uberlândia no Facebook. O livro escolhido para o primeiro encontro é “Quarto de Despejo" (Ed. Ática e Francisco Alves, 173 páginas, 1960), da escritora mineira Carolina Maria de Jesus (1914-1977).

Os encontros são abertos à participação de todas e todos, mas quem pode mediar são somente mulheres. “A expectativa para o primeiro encontro em Uberlândia está muito boa. Temos muitos interessados e contamos com o apoio do restaurante, que cedeu seu espaço e da Subsolo”, comenta Samita Barbosa.

Ela explica também sobre a escolha da obra a ser lida amanhã. “Delimitamos que fosse uma escritora brasileira e a Carolina Maria de Jesus foi a que mais teve indicações dos participantes do grupo no Facebook. Creio que vai ser muito interessante discutir sobre esta obra que eu particularmente gostei muito”, disse a mediadora sobre a escritora nascida em Sacramento e que é considerada uma das primeiras a relatar sobre o cotidiano das favelas em seus diários. No dia 13 de março completa-se 40 anos de sua morte.

O Clube

O Leia Mulheres (www.leiamulheres.com.br) surgiu há dois anos a partir da ideia da hashtag #readwomen2014 da autora e ilustradora inglesa Joanna Walsh, projeto que consistia, como sugere o nome (#leiamulheres), em ler mais mulheres durante o ano de 2014. Com essa inquietação, de perceber a discrepância entre homens e mulheres publicados, divulgados e lidos é que surgiu o projeto Leia Mulheres. No Brasil, Juliana Gomes estava pensando em criar novos eventos literários e o movimento #leiamulheres chamou atenção pelo tema que saiu do âmbito virtual e ganhou forma no clube de leitura que conta desde o início também com Juliana Leuenroth e Michelle Henriques. Aos poucos o clube começou a se espalhar pelo Brasil e hoje já está em mais de 40 cidades.

SERVIÇO

O QUE: Encontro do clube de leitura Leia Mulheres

QUANDO: Amanhã (11), às 16h

ONDE: Ganesha Restaurante Vegetariano (Rua Euller Lannes Bernardes 428, Bairro Santa Mônica)

ENTRADA FRANCA


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »