03/03/2017 às 08h42min - Atualizada em 03/03/2017 às 08h42min

Mistério continua sendo uma das armas do técnico Catanoce

Verdão encara o América no domingo, às 18h30, em Belo Horizonte, pela sexta rodada

ÉDER SOARES – ESPECIAL PARA O DIÁRIO

O técnico Paulo Cézar Catanoce está gostando da maior privacidade encontrada por ele nos treinos táticos fechados. Ele aposta nestes tipos de trabalhos para conquistar a quarta vitória do Verdão no Campeonato Mineiro. O time encara o América, no próximo domingo, às 18h30, em Belo Horizonte pela sexta rodada. 

Se vencer, o Verdão se garante no G4 e ainda abrirá distância considerável de um concorrente importante na luta pelas semifinais, já que o Coelho é o quinto colocado com oito pontos. De quebra, ainda, o Uberlândia chegará aos 12 potnos, praticamente se livrando do risco de rebaixamento para o Módulo II e dando um terceiro passo, este último rumo à vaga para a Série D do Brasileiro.

 Na tarde de ontem, o treinador comandou o coletivo apronto no Estádio Parque do Sabiá, e depois das entrevistas à imprensa precisou se retirar do local. Em relação ao time para pegar o Coelho, o treinador prefere deixar na condicional como fez antes do confronto contra o América – TO, no qual fez seis alterações e o Verdão acabou batendo o adversário por 3 a 0 no Estádio Parque do Sabiá.

“Cada partida é uma história e temos um elenco que pode nos proporcionar muitas situações. Estamos analisando o que será melhor para este jogo e vamos decidir, assim que chegar em Belo Horizonte. Não se trata de esconder as coisas, mas não precisamos ter pressa nestas definições”, disse o treinador.

A delegação alviverde segue viagem para Belo Horizonte, hoje, logo após o almoço. Antes, Catanoce comandou mais um treino técnico-tático, mais uma vez sem a presença de imprensa e dos torcedores.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »