21/02/2017 às 08h47min - Atualizada em 21/02/2017 às 08h47min

COLUNA BOLA EM JOGO

POR CAMARGO NETO

Chegou a hora de mudar

O time do Uberlândia iria jogar contra o Tombense sob pressão maior que o adversário de acordo com a realidade dos dois. Alertei sobre isto nesta coluna na edição de sábado último. Também observei que o empate seria bom para o Tombense e desconfortável para o Uberlândia. Eu não conseguia imaginar que o Uberlândia iria ser tão incompetente, como foi, e perder por 1 a 0, como perdeu. O Tombense não teve um domínio acentuado da partida, mas a teve sob seu controle durante os 90 minutos. Marcou muito bem, ficou bastante com a bola e, entre um ou outro bom ataque, conseguiu entrar jogando na área alviverde e fazer o gol aos 39 minutos do primeiro tempo. Ora, o time do Uberlândia havia passado o jogo até ali submetido à marcação e ao controle do Tombense, sem conseguir fazer o gol ou, pelo menos, criar jogadas efetivamente de gol. Certamente o técnico Catanoce tentou reacertar o time no vestiário, durante o intervalo, mas os jogadores não responderam bem em campo. Ele entrou com Diogo Peixoto, que se movimentou, tentou criar boas jogadas, substituindo a Marco Goiano. A meu ver deveria ter tirado um dos dois primeiro-volantes e deixado Goiano em campo. Pelo posicionamento do time no recomeço do jogo entendi que o meia Alê recebeu a função tática de ocupar a beira direita do ataque, mas ele não ficou por alí mais que uns dois ou três minutos. Também é um meia que não vai para a área com a bola ou com jogadas e tenta o gol. A meu ver – e muita gente concorda comigo- Catanoce deveria trocar no intervalo Reinaldo Alagoano por Shumacher, mas ele não utilizou a alternativa de comandante de ataque. Indo para o final de jogo é que Catanoce tirou o volante Bruno Moreno e colocou o ponta direita Marcos Nunes. O Uberlândia foi mal e perdeu de acordo com o que foi o jogo. Vários jogadores não foram bem e o próprio técnico Catanoce, que continua tendo crédito, não foi bastante feliz. Ele tem boas outras opções no elenco, como os laterais Cesinha e Marinho Donizete e o meia-atacante Jeferson Berger. Tem a semana inteira para remodelar o time titular e acredito que deva fazer isto. Se não fizer passa a se arriscar mais que o necessário e a campanha do Uberlândia também. No futebol existem algumas convenções tradicionais. Uma delas é que os técnicos, pelo menos em grande número, não gostam de mudar os times que começam campeonatos antes da quarta rodada. Se Catanoce estiver apegado a isto, o tropeço diante do Tombense pode virar mal que veio para bem e ele pode, perfeitamente, ajeitar melhor o time alviverde para voltar a jogar bem, melhor que vinha fazendo quanto à criação e à chegada ofensiva e já demonstrar isto no próximo sábado diante do América de Teófilo Otoni, que é nono colocado, com apenas dois pontinhos. Tomara que faça isto.

Boa venceu bem

Na tarde do último sábado, o Clube Atlético Portal –CAP- estreou no campeonato mineiro do Módulo II, enfrentando o Boa Esporte no Parque do Sabiá. Nos primeiros 20 minutos o CAP respeitou muito o Boa. Depois foi se soltando e dominou os 20 minutos finais, mas falhava sempre a aproximação da área contrária e nas tentativas de finalizações. No intervalo o técnico Julinho Camargo trocou uma peça do meio para frente, reposicionou o time ofensivamente, desde a criação, e dominou o jogo com categoria. Fez o gol e venceu bem. O Boa confirmou que é favorito. Ao CAP faltou, a meu ver, mais jogos amistosos preparatórios. Pode ter mais potencial, mas terá que mostrar, o que não aconteceu na estreia. A primeira oportunidade será amanhã, 20h, no Estádio Bernardo Rubinger, contra o Mamoré, em Patos de Minas.

Uberaba no Parque

Venho apontando o Uberaba como um dos favoritos a ir para a segunda fase e até para o acesso. Isto pela tradição e pelo bom trabalho de montagem e preparação do Zebu colorado. Começou mal, perdendo de 1 a 0 para o Patrocinense, em Patrocínio. Cumprindo punição do TJD, vai mandar o jogo da segunda rodada, amanhã, 20h, contra o Araxá, no Parque do Sabiá. Estarei lá para conferir. Espero constatar que em Patrocínio foi apenas um lamentável tropeço. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »