27/10/2016 às 04h05min - Atualizada em 27/10/2016 às 04h05min

Volpi, Muralha e Gatito aparecem, e trabalho de Tedeschi é destacado

Preparador de goleiros do Figueirense tem paraguaio nas mãos, depois de trabalhar com Volpi, que está no México, e com Muralha, do Flamengo e seleção brasileira

Se tem uma posição que o Figueirense se destaca dentro das quatro linhas é no gol. Nas últimas temporadas, o clube catarinense vem recebendo muitos elogios quando o assunto são os goleiros. E apesar da dificuldade da equipe se manter na Série A do Campeonato Brasileiro, a torcida alvinegra não tem o que reclamar de quem fica embaixo das traves e tenta impedir os gols.

Gatito Fernández Figueirense (Foto: Luiz Henrique/Figueirense F.C.)

Gatito Fernández Figueirense (Foto: Luiz Henrique/Figueirense F.C.)

Gatito Fernández elogiou muito o preparador de goleiros do Figueirense (Foto: Luiz Henrique/Figueirense F.C.)

Em 2014, Tiago Volpi foi o destaque. No ano seguinte, foi a vez de Alex Muralha brilhar e despertar o interesse do Flamengo. Na atual temporada, Gatito Fernández é o arqueiro número 1 do Alvinegro. O bom desempenho com a camisa preta e branca fez, inclusive, com que fosse convocado para a seleção do Paraguai depois de dois anos - ele vai ficar à disposição do técnico Arce nos próximos dois jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo, nos dias 10 e 15 de novembro, contra Peru e Bolívia.

Em entrevista coletiva, Gatito falou do bom momento e deu créditos a Marco Aurélio <i>Tedeschi</i>, o preparador de goleiros do Figueirense. O paraguaio também aproveitou para brincar.

- O trabalho dele é muito importante. Não somente no aspecto físico, técnico, mas também no psicológico. Dá o parecer para a gente. Ele é um treinador que tira goleiros bons. Comigo está fazendo um milagre (risadas).

Tiago Volpi e Alex Muralha, os arqueiros anteriores a Gatito Fernández, vivem boa fase nos seus clubes. O primeiro é titular no Querétaro, time que está na final da Copa do México pela primeira vez em sua história. Na classificação da equipe, Volpi brilhou na decisão por pênaltis ao defender duas cobranças. Muralha, por sua vez, é titular absoluto no Flamengo e foi convocado por Tite para defender a Seleção em duas oportunidades.

Confira mais notícias do esporte de catarinense no GloboEsporte.com/sc



Notícias Relacionadas »
Comentários »