20/08/2017 às 05h01min - Atualizada em 20/08/2017 às 05h01min

Franchising reage

TANIA MALAMUD | COLUNISTA
Foto: Divulgação

 

A ABF, Associação Brasileira de Franchising, anunciou esta semana que o setor de franquias registrou avanço de 6,8% no 2º Tri de 2017. Esse crescimento, de acordo com Claudia Bittencourt, fundadora diretora do Grupo Bittencourt, é resultado das variáveis econômicas, que vêm demonstrando melhores resultados, e o franchising consequentemente vem refletindo esse cenário. Quatro fatores são chave para retomada – emprego, renda, confiança do consumidor e acesso ao crédito. Todos esses indicadores refletem diretamente na capacidade dos setores de voltarem a crescer e se desenvolver.

 

Rodobens realiza campanha

A Rodobens Negócios Imobiliários, incorporadora e construtora, realiza até o dia 22 de agosto a campanha “Projeto Casa Nova” e negociará apartamentos do empreendimento Torres do Sul, no Jardim das Acacias, com condições especiais. As obras do condomínio estão em fase final. As unidades podem ser negociadas com valores a partir de R$ 450 mil.

 

Expansão planejada

A zona leste de Uberlândia ganhará um novo bairro com capacidade para receber aproximamente 40 mil pessoas.  O projeto é da incorporadora WV Empreendimentos que terá uma área de cinco milhões de m² para construção.

 

Franqueador da Água Doce vira case

A trajetória do fundador da rede de franquia do restaurante Água Doce, Delfino Golfeto, com unidade em Uberlândia, virou estudo de caso para empreendedores e empresários. O portal MeuSucesso.com gravou mais de 50 horas do dia a dia de Golfeto, colheu depoimentos de pessoas importantes em sua trajetória, e criou um documentário para os assinantes do portal. Nos 90 restaurantes Água Doce são atendidas 12 mil pessoas por dia. O carro-chefe da casa é o Escondidinho - cerca de 7 mil pratos são servidos por dia.

 

Planos ousados

A Taco Bell, rede de comida mexicana, que chegou há quase um ano ao país, fechará 2017 com 20 operações e planeja mais 45 unidades até 2021. A empresa já investiu R$ 45 milhões e chegou à marca de 1 milhão de visitantes. Com foco no público jovem, a meta da rede é faturar R$ 60 milhões neste ano.

 

Vou de táxi

O Magazine Luiza fechou uma parceria com a 99Taxi em que a rede dá um bônus de R$ 20 ao cliente que comprar no site e quiser retirar o produto nas lojas.

 

Cai número de novas empresas

No 2º trimestre de 2017, o número de novas empresas caiu 3,8% em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Assim, o resultado configura a primeira queda para esse trimestre desde o início da série histórica (2003). Ainda assim, os valores acumulados no semestre mantiveram números positivos, porém desacelerando 2 p.p. – passaram de um nível de 8,3% para atuais 6,3%.

 

Consultora bilíngue

A Natura, multinacional de cosméticos, fechou parceria com a English Live, escola de inglês online, para ofertar cursos da língua com descontos e condições exclusivas para suas consultoras. Ainda neste ano, a Natura passou a oferecer também serviço de educação financeira por SMS e a trilha de cidadania sobre direitos da mulher, que traz reflexões e informações sobre o tema. 

 

Terceira operação nos Estados Unidos

A cidade de Miami, nos Estados Unidos, receberá a segunda unidade da Único Asfaltos, franqueadora brasileira industrial no segmento de produção e comercialização de misturas asfálticas. Com mais 90 franqueados, a marca também está presente na Colômbia e na República Dominicana. Nos Estados Unidos, opera em Fort Lauderdale (Flórida) e na Virgínia.

O investimento para aquisição da franquia é de US$ 400 mil.

 

Mulheres em novos negócios

De acordo com estudo da Global Entrepreneurship Monitor 2016, coordenado no Brasil pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (SEBRAE) e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ), as brasileiras estão à frente dos homens na criação de novos negócios. Em 2016, a taxa de empreendedorismo entre os que têm um negócio com até três anos e meio de existência ficou entre 15,4% ente as mulheres e em 12,6% ente os homens.

Relacionadas »
Comentários »