24/01/2020 às 08h02min - Atualizada em 24/01/2020 às 08h02min

O Polo Tecnológico Sul, enfim, começa a acontecer

Mariana Segala
“O Polo é o primeiro loteamento empresarial público de Uberlândia. A Prefeitura estima arrecadar cerca de R$ 7,5 milhões nos próximos três anos com a venda dos terrenos”


Gerou muita expectativa no ecossistema de inovação, mas o Polo Tecnológico Sul finalmente começa a acontecer. Inicia hoje o prazo para a licitação dos primeiros lotes do empreendimento, localizado na zona sul da cidade. Quinze áreas serão disponibilizadas, na modalidade de concorrência pública – leva quem fizer a maior oferta. O processo está marcado para o dia 3 de março. As empresas vencedoras terão alguns benefícios, como desconto de 40% sobre o valor utilizado como referência para o preço de negociação do imóvel. Em troca, o comprador terá de fazer um investimento pelo menos equivalente a esse subsídio dentro da sua área. Além disso, serão isentas do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e, pelo prazo de 120 meses a partir da construção, também do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), mediante contrapartidas. O pagamento pelo terreno poderá ser dividido em até 36 parcelas, mas quem pagar à vista obterá 10% de desconto (desde que o valor não esteja abaixo do mínimo usado como referência no processo).

As empresas de base tecnológica interessadas em participar da concorrência podem fazer visitas programadas aos terrenos – sempre às terças e quintas-feiras, das 14h às 17h, mediante agendamento pelo e-mail [email protected] O Polo é o primeiro loteamento empresarial público de Uberlândia. A Prefeitura estima arrecadar cerca de R$ 7,5 milhões nos próximos três anos com a venda dos terrenos.
Uberhub Code Club

Estão abertas as inscrições para o primeiro ciclo de 2020 do Uberhub Code Club, um treinamento gratuito que procura apresentar temas como raciocínio lógico e programação. O público-alvo são jovens de 14 a 21 anos de idade – em geral, estudantes do Ensino Fundamental e Médio ou dos primeiros períodos de cursos superiores. Durante o ano, eles  participam de encontros presenciais e realizam atividades remotas relacionadas às ciências da computação. O programa termina com uma maratona de programação, em que normalmente são distribuídos prêmios aos vencedores. A ideia é aproximar a garotada do mundo da tecnologia, um ambiente ao qual talvez nunca tivessem acesso não fosse o programa. A área é uma das que apresentam maior demanda por profissionais no Brasil atualmente. Estima-se que as empresas do setor precisem contratar cerca de 420 mil pessoas no país até 2024.
Nivelando por cima

Dados parciais sobre as notas de corte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – programa de seleção de candidatos para vagas em universidades públicas, a partir das notas do Enem – mostram tendências interessantes. Na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), a Engenharia da Computação é o curso com a segunda maior nota de corte até agora – 769,84 pontos. Está atrás apenas de Medicina, com nota de corte de 782,75 pontos. A UFU oferece 3.229 vagas em 94 cursos pelo sistema, para ingresso no primeiro semestre de 2020. O período de inscrições do Sisu está previsto para seguir até este domingo. Em função de erros na correção das provas de alguns candidatos, no entanto, o Ministério Público Federal já recomendou que o Ministério da Educação (MEC) suspenda as inscrições e refaça o cronograma inicialmente divulgado.
Hora de ir às compras

Um levantamento da consultoria Distrito mapeou 60 operações de fusões e aquisições de startups no Brasil em 2019, crescimento de 233% em relação ao ano anterior, noticiou o jornal O Estado de S. Paulo. Uma das operações consideradas no estudo foi a compra da uberlandense Zup pelo banco Itaú, por R$ 575 milhões.





*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.






 
Tags »
Relacionadas »
Comentários »