05/07/2019 às 08h34min - Atualizada em 05/07/2019 às 08h34min

Trabalho de gigantes

MARIANA SEGALA

A economia brasileira teima em patinar. O primeiro semestre terminou sem sinais claros de retomada. A perspectiva mais aceita pelos economistas de uma centena de instituições financeiras é de que o PIB avance mísero 0,85% neste ano. No cotidiano das pessoas, o desânimo da grande figura se reflete no emprego, que invariavelmente empaca. O mercado de trabalho só não parou por causa das micro e pequenas empresas (MPEs). Uma análise feita pelo Sebrae com dados do Ministério do Trabalho indica que, não fossem elas, os resultados do emprego formal no país seriam sofríveis. Os pequenos negócios foram responsáveis pela criação de 38 mil vagas com carteira assinada em maio, enquanto as empresas médias e grandes demitiram mais do que contrataram (entre elas, o saldo foi o fechamento de 7,2 mil vagas). Um detalhe: as MPEs de Minas Gerais lideraram a geração de emprego no mês, com pouco mais de 18 mil contratações, puxadas especialmente pelo setor agrícola. É um alento que, mesmo diante das infindáveis dificuldades para manter um pequeno negócio funcionando no longo prazo, os empreendedores estejam conseguindo enfrentar o ambiente nada amistoso que se impõe atualmente.

Espaço para as médias
Na outra ponta, a Prefeitura de Uberlândia e representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) receberão convidados na próxima semana durante o Dia da Média Empresa. O foco está em negócios com faturamento anual de R$ 40 milhões a R$ 1 bilhão. O encontro prevê palestras e atendimento a empresários selecionados pelo setor de inteligência do banco. O evento será no dia 11, no Centro Administrativo, e as inscrições são feitas pelo site do BNDES.

Chamado ao ecossistema
Nos últimos dois anos, um censo do ecossistema de inovação indicou a existência de cerca de 60 startups em Uberlândia, como são chamadas as jovens empresas inovadoras e cheias de potencial. É muito provável que algumas delas já não existam mais, e que outras tantas tenham surgido de lá para cá. Ferdinando Kun, um dos entusiastas do assunto na cidade, está convocando a turma da TI a ajudá-lo em um novo mapeamento. Conhece uma startup? Se ela não estiver listada neste link (
http://bit.ly/mapeamentostartupsuberlandia), dê sua contribuição informando o nome dela.

Falando em mapeamento
Um trabalho semelhante foi realizado em junho para identificar as comunidades do ecossistema de inovação de Uberlândia. Ferdinando e Daniela Benício encontraram nada menos do que 24 delas. São comunidades de startups, de entusiastas de certas linguagens de programação, de robótica, de profissionais de testes, de amantes dos dados, enfim. Para quem quer encontrar a sua turma, a lista está disponível neste link:
http://bit.ly/mapacomunidadesdeuberlandia.

Contratações em alta
Entre janeiro e abril, a Sankhya contratou nada menos do que 107 pessoas. O número reflete o crescimento da empresa, que conquistou cerca de 500 novos clientes no primeiro quadrimestre. No ano passado, foram anunciadas 262 vagas, mas o número de contratações alcançou 410. De acordo com a diretora de RH da Sankhya, Mariá Menezes, o investimento em ações na área dobrou, incluindo iniciativas como programas de desenvolvimento de líderes, formação de base com foco em gestão das emoções e de tempo, produtividade e até aulas de yoga. As informações são do portal Mundo RH.

Inovação da Telecom
A Algar Telecom foi eleita a empresa de telecomunicações mais inovadora do Brasil, em um ranking elaborado pela consultoria Strategy e o jornal Valor Econômico. No levantamento do ano passado, a companhia havia conquistado o terceiro lugar no setor. Segundo Zaima Milazzo, presidente do Brain, instituto de ciência e tecnologia da Algar Telecom, a meta é adotar metodologias ágeis em 70% das áreas aplicáveis da empresa nos próximos três anos. Baseadas na criação de equipes multidisciplinares e focadas na entrega de objetivos bem definidos, as metodologias ágeis são consideradas um motor que favorece a inovação.


*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »