23/09/2016 às 17h05min - Atualizada em 23/09/2016 às 17h05min

Ocupações urbanas voltam a ser discutidas na ALMG

Comissão de Participação Popular realiza na terça (27) audiência sobre problemas enfrentados em acampamentos na RMBH.

Restos de bombas e de balas de borracha foram apresentados pelos moradores da ocupação Temer Jamais

Restos de bombas e de balas de borracha foram apresentados pelos moradores da ocupação Temer Jamais

Restos de bombas e de balas de borracha foram apresentados pelos moradores da ocupação Temer Jamais - Foto: Clarissa Barçante

Depois de abrigar um debate sobre as ocupações e desocupações urbanas em Belo Horizonte, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) recebe mais uma audiência pública sobre o tema, dessa vez abrangendo a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A reunião será realizada pela Comissão de Participação Popular nesta terça-feira (27/9/16), às 9 horas, no Teatro, a requerimento do deputado Rogério Correia e da deputada Marília Campos, ambos do PT.

Na última quarta-feira (21), em audiência da Comissão de Direitos Humanos, moradores da ocupação Temer Jamais, no Barreiro, em BH, apresentaram restos de balas de borracha e de bombas de gás lacrimogênio e de pimenta, que teriam sido usados pela Polícia Militar para a desocupação do local. Além da truculência policial, eles também denunciaram que a ação de reintegração de posse da área foi feita sem ordem judicial.

Segundo informações do gabinete de Rogério Correia, há várias outras ocupações na RMBH que estão em situação semelhante, correndo o risco de sofrerem desocupações violentas.

Convidados - São aguardados no encontro o presidente da Cohab/MG, Alessandro Marques; o diretor-presidente da Urbel, Coronel PM Genedempsey Bicalho Cruz; o reitor da PUC Minas, Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães; a promotora de justiça de Defesa dos Direitos Humanos e Controle Externo das Atividades Policiais, Cláudia do Amaral Xavier; e a coordenadora da Defensoria Especializada em Direitos Humanos, Coletivos e Socioambientais, Cleide Aparecida Nepomuceno.

Também foram convidados o coordenador da Comissão Pastoral da Terra de Minas Gerais, Frei Gilvander Luís Moreira; o professor da UFMG e mestre em Arquitetura e Urbanismo, Eduardo Moutinho Ramalho Bittencourt; a professora de arquitetura da UFMG, Marcela Silviano Brandão Lopes; o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB - Seção Minas Gerais, William dos Santos; e o professor-assistente do Departamento de Projetos da Escola de Arquitetura da UFMG, Tiago Castelo Branco Lourenço

Outros convidados são: o coordenador nacional do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas, Leonardo Péricles Vieira Roque; a militante do Movimento Brigadas Populares Isabella Gonçalves Miranda; a advogada popular do Coletivo Margarida Alves, Thaís Lopes Santana Isaías; e a coordenadora da Ocupação Rosa Leão, Charlene Cristiane Egídio.



Fonte: AL MG
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »