28/06/2022 às 08h40min - Atualizada em 28/06/2022 às 08h40min

Mostra Paralela abre inscrições para propostas artísticas com premiação de R$ 1 mil

Evento, que acontece em Uberlândia, volta ao formato presencial em 2022

REDAÇÃO | DIÁRIO DE UBERLÂNDIA
Evento propõe intercâmbio em arte através da conexão da dança e outros fazeres artísticos | Foto: @BRUNABRUNU
A Mostra Paralela, que retorna ao formato presencial em 2022, está com inscrições abertas para o envio de trabalhos artísticos para composição da programação de sua oitava edição. Serão selecionados quatro projetos, sendo duas propostas de artistas residentes em Uberlândia e outras duas de artistas de outras cidades, além de uma proposta de oficina.

O evento acontece entre os dias 10 e 15 de outubro na cidade e reunirá artistas em torno de discussões e práticas sobre dança, arte e corpo. As inscrições das propostas vão até 11 de julho via preenchimento de formulário online, pelo site

Os trabalhos de artistas de Uberlândia selecionados receberão um cachê no valor de R$ 1 mil e os demais de R$ 2 mil. A oficina também receberá R$ 1 mil. Os trabalhos artísticos inscritos podem ser inéditos ou não e devem acontecer presencialmente durante a Mostra Paralela. Já a oficina deve ter no mínimo nove horas de duração, podendo ser realizada de forma remota ou presencial.

A participação na seleção é aberta somente a pessoas maiores de idade. Para o recebimento dos valores, será necessária a apresentação de uma nota fiscal de pessoa jurídica. O resultado será divulgado em 25 de julho nos canais de comunicação oficial da mostra.

Nesta edição, a Paralela busca refletir sobre a complexa tarefa curatorial em meio ao atual contexto pandêmico. “Após dois anos de distanciamento físico, provocado pela pandemia de covid-19, a resistência na arte e com a arte mostrou-se difícil e muitas vezes sem sucesso”, destacou Alexandre Molina, um dos idealizadores do evento.

Além de Molina, a equipe curatorial é composta por Marcelo Camargo, multiartista, doutorando em Dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e um dos idealizadores da Paralela; e Fernanda Bevilaqua, artista/educadora, professora de técnicas contemporâneas de dança e coreógrafa, além de educadora somática formada em Eutonia, graduada em Pedagogia e especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas.

 

• Compartilhe esta notícia no WhatsApp


Em 2022, a Mostra Paralela é incentivada pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PMIC), da Secretaria de Cultura e Turismo, da Prefeitura de Uberlândia, e conta com o apoio do curso de graduação em Dança, do Instituto de Artes (Iarte) e da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

PARALELA
A mostra surgiu em 2015, como uma proposta do grupo de pesquisa SPIRAX, coordenado pelo artista e professor Alexandre Molina, para compartilhar as atividades desenvolvidas pelos estudantes dos componentes curriculares Práticas em Dança II: performances do corpo e Gestão e Produção Cultural, do curso de bacharelado em Dança da UFU.

Hoje, a Paralela se estabelece como uma plataforma de intercâmbios em arte, conectando pessoas e lugares por meio da dança, em diálogo com outros fazeres artísticos. As ações previstas nesta plataforma borram fronteiras entre formação e atuação artística, fortalecendo as relações entre fazer e pensar arte na contemporaneidade de modo integrado.

VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »