14/02/2022 às 14h02min - Atualizada em 14/02/2022 às 14h02min

Câmara aprova, em primeira discussão, projeto que cria 69 novas vagas no serviço público em Uberlândia

Servidores concursados atuarão nas administrações direta e indireta municipais

SÍLVIO AZEVEDO
Projeto foi aprovado com 24 votos favoráveis e duas ausências I Foto: ALINE REZENDE/CMU
Os vereadores de Uberlândia aprovaram, em primeira discussão, um projeto do Executivo que cria 69 novas vagas no serviço público municipal. São 30 vagas para nutricionistas, 10 para engenheiros civis, quatro para fiscais do consumidor, 10 para oficiais de manutenção/pedreiros e 15 serão direcionadas a operadores de teleatendimento.
 
O líder do Executivo na Câmara, Antônio Carrijo (PSDB), afirmou que as vagas serão ocupadas por concursados e que são necessárias para que melhoria de serviços prestados na cidade. “Nada mais é que a criação desses cargos, todos servidores de carreira, concursadas. Nenhum cargo comissionado. Apenas cargo efetivo para melhorar a estrutura e o atendimento à população. São diversos cargos e diversas secretarias que dependem desses profissionais”.
 
O vereador Fabão (Pros) lembrou Termo de Ajuste de Conduta assinado entre Município e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que exigia uma readequação no número de profissionais da nutrição que prestam serviços na Rede Municipal de Educação.
 
“Esse número está abaixo do que foi indicado no PNAE, temos candidatos aprovados no concurso, mas não estão dentro das vagas descritas e que estão esperando, justamente, a criação dessas novas vagas que não puderam ser criados no ano passado devido a um decreto do Governo Federal relativo à pandemia, que inviabilizava prefeituras de criar novos cargos”, lembrou o parlamentar.
 
A vereadora Dandara (PT) destacou que ainda são muito poucos os cargos frente à demanda do município. “Nós deveríamos estar aprovando, pelo menos, 30 vagas por cargo citados nesse projeto. Quatro é muito pouco. E isso diz muito das prioridades dessa administração municipal com relação à forma de gerir o serviço público. Precariza, não dá posse e, quando se cria, são poucas vagas”, disse.
 
O projeto foi aprovado com 24 votos favoráveis e duas ausências.
 
REAJUSTE PARA O SERVIDOR
Dois projetos que reajustam o salário dos servidores municipais e aumentam o valor do ticket alimentação devem entrar em pauta já na sessão desta terça-feira (15), a última ordinária de fevereiro.
 
As propostas, tão aguardadas pelos servidores municiais, preveem reajuste de 10% em cima dos salários da administração municipal direta e indireta, além da melhoria do ticket, que passará de R$ 100 para R$ 200.
 
GOSPEL
Outro projeto aprovado em primeira discussão nesta segunda (14) reconhece a música gospel e os eventos a ela relacionados como manifestações culturais no município. O autor, Zezinho Mendonça (PP), é o responsável pela proposta. “Entramos com o projeto para que haja o incentivo à música gospel, aos projetos que venham a alavancar o estilo, o conhecimento de sua história. Também queremos colocar a música gospel como um projeto cultural”, disse.
 
A proposta foi aprovada com 19 votos favoráveis, quatro abstenções e três ausências.

VEJA TAMBÉM:
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »