04/01/2022 às 18h27min - Atualizada em 04/01/2022 às 18h27min

IBGE prorroga prazo de inscrições em processo seletivo com 700 vagas para Uberlândia

Candidatos têm até 21 de janeiro para garantir participação; salários variam de R$ 1,7 mil a R$ 2,1 mil

DA REDAÇÃO, com informações da Agência Brasil
Somente no município, serão contratados 63 agentes censitários supervisores e 627 recenseadores | Foto: Divulgação/IBGE
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prorrogou o período de inscrição para o processo seletivo para recenseadores e agentes censitários do Censo Demográfico 2022 em todo o país. Para Uberlândia, serão ofertadas quase 700 vagas temporárias. Com o novo prazo, é possível se candidatar até 21 de janeiro.

A prova, que seria realizada em março, também foi prorrogada e acontecerá em 10 de abril.

O processo de seleção é conduzido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e serão contratados 63 agentes censitários supervisores e 627 recenseadores para a realização do Censo em Uberlândia.

Os dois cargos exigem nível médio. Para recenseador, a taxa de inscrição é de R$ 57,50 e o salário é R$ 1.700. A taxa de inscrição para agente censitário supervisor é de R$ 60,50, com salário de R$ 2.100. As taxas podem ser pagas até 16 de fevereiro. 

O agente censitário municipal gerencia o trabalho do posto de coleta, enquanto o agente censitário supervisor, subordinado ao municipal, tem como principal função orientar os recenseadores durante a execução dos trabalhos de campo.

Como as vagas de agente censitário terão inscrição única, ao candidato com melhor classificação será oferecida a vaga de agente censitário municipal. Os demais terão direito às vagas de agentes censitários supervisores, de acordo com a ordem de classificação.

De acordo com Bruno Malheiros, coordenador de Recursos Humanos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a decisão de prorrogar o prazo foi tomada devido ao processo ter sido aberto em período de férias e festas de fim de ano, quando a população costuma viajar.

“Os alunos das universidades são parte do público que se interessa pelo trabalho de recenseador, e eles estão de férias neste momento. Além disso, muita gente está empregada com contratos temporários que expiram agora no final de dezembro, e vai começar a buscar novas oportunidades”, disse. 

Como as provas serão realizadas em turnos diferentes. Os candidatos à função de recenseador farão os exames pela manhã, enquanto os futuros agentes censitários serão avaliados na parte da tarde. Com isso, os interessados podem concorrer aos dois cargos.

As provas objetivas serão aplicadas presencialmente seguindo os protocolos sanitários de prevenção da covid-19 que constam em edital. Segundo o IBGE, o candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »