22/12/2021 às 14h33min - Atualizada em 22/12/2021 às 14h33min

Financiamento coletivo para promover a empresa

PUBLIEDITORIAL
Iniciar um novo projeto, seja ele pessoal ou empresarial, requer um planejamento adequado, a fim de reduzir as chances de erro. Dessa forma, diversos fatores contribuem para o sucesso de um empreendimento. 

No entanto, é possível afirmar que o ponto mais importante é a questão financeira. Apesar de o planejamento adequado e conhecimento sobre o tema, é necessário contar com o poder de investimento. Porém, não são todos que conseguem reunir um capital financeiro inicialmente, sem apoio externo.

Desse modo, a alternativa é procurar linhas de crédito, como o empréstimo com garantia, que ofereçam condições de financiamento para pequenas e médias empresas. Entretanto, a tomada de um empréstimo pode representar um endividamento perigoso. 

O risco elevado de endividamento se deve muito aos altos juros cobrados por alguns tipos de crédito, aumentando consideravelmente o valor devido.  

Outro motivo pelo qual um empréstimo convencional pode ser problemático é a situação da empresa. Em casos onde a empresa está na fase inicial, os riscos de insucesso são maiores. Desse modo, quando a margem de risco do negócio é elevada, as linhas de crédito se tornam mais restritas.

Entretanto, há  alternativas de financiamento no mercado para aqueles que não desejam contar com um investidor ou auxílio bancário. Em empresas que produzem bens de consumo, o financiamento coletivo. O financiamento coletivo é um modelo de monetização de projetos através da colaboração do público consumidor. Desse modo, estes “investidores” têm interesse na produção daquele projeto. 

Porém, para conseguir promover a empresa da maneira adequada, é necessário investir o valor arrecadado no financiamento coletivo da melhor forma. Com isso, é possível transformar os colaboradores em clientes fidelizados. Mas para isso, a empresa deve ser estratégica.
Ao longo deste artigo traremos algumas dicas de como utilizar o financiamento coletivo para impulsionar os negócios da empresa.

Uma forma de destacar projetos em fase inicial
A fase inicial de um projeto costuma ser bastante turbulentos. Falta de projeção entre o meio empresarial e adversidades do mercado financeiro fazem com que o início da empresa seja problemático. 

Portanto, o empresário deve utilizar métodos de expansão empresarial criativa, fugindo de algumas dogmas do mercado financeiro. Desse modo, o financiamento coletivo pode ser utilizado para além da captação de recursos. Para além do projeto de financiamento coletivo, é necessário criar uma campanha de divulgação do projeto.

Desse modo, a divulgação deve ser realizada pelo viés da comunicação. Com estratégias planejadas e executadas por uma equipe de profissionais da comunicação, o financiamento coletivo pode gerar ainda mais aproximação do público com o projeto.

Além disso, a comunicação deve ser utilizada para ampliar e afirmar a presença da empresa no mercado. Isso porque, como a empresa possui pouco tempo de estrada, essa pode ser uma primeira oportunidade de notabilizar seus projetos e produtos.

Com a geração de uma identidade de mercado e posicionamento de marca, aumentam as possibilidades de o financiamento coletivo ganhar mais adeptos. Assim como a empresa ganha mais segurança para acessar um recurso maior, como um crédito com garantia de imóvel

No entanto, para esse projeto ter os resultados esperados, é necessário analisar o contexto e objetivo de mercado que a empresa possui.

Arrecadar recursos em contrapartida de produtos
A criação de novos meios de monetização de projetos, como o financiamento coletivo, requer algumas práticas. Uma delas é conseguir entender as necessidades e os interesses do público.

Dessa forma, o processo de arrecadação de recursos terá mais êxito se atender estas demandas. Além disso, promover e identificar os objetivos do financiamento faz parte do processo. Com isso, é importante ressaltar de que forma o dinheiro trará retorno para os colaboradores.

Investimentos maiores necessitam de capital de giro mais expressivo
Apesar de toda a criatividade para ampliar e melhorar a estrutura da empresa, por vezes a alternativa mais adequada é a mais convencional. Portanto, para empresas de pequeno ou médio porte, que procuram se estabelecer no mercado, precisam contar com um capital de giro significativo.

Para que as finanças da empresa tenham êxito a longo prazo, o balanço orçamentário deve conter previsões sobre despesas e lucros no período corrente. No entanto, mesmo com todas estas projeções, crises econômicas podem significar a perda de todo o investimento.
No entanto, para estas circunstâncias, o mercado financeiro oferece diversas linhas de crédito, com o intuito de criar oportunidades de investimento para as empresas. Entretanto, é preciso saber quais são as condições de pagamento e os juros cobrados. 

Conforme a situação, o empréstimo pode representar ainda problemas financeiros para a empresa, por isso, ao recorrer a esta saída é preciso planejar bem e pesquisar as opções com menos juros e melhores condições de pagamento. Um exemplo é o empréstimo com garantia de imóvel, modelo considerado como um dos mais vantajosos para investir. 


Essa publicação é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia.

Notícias Relacionadas »
Comentários »