10/12/2021 às 16h55min - Atualizada em 10/12/2021 às 16h55min

Quanto tempo leva para fazer um inventário em cartório?

ESPECIAL PARA O DIÁRIO | CELSO MARTINS
Pixabay
Você sabe quanto tempo leva para fazer um inventário em cartório? Poucos herdeiros sabem que você pode resolver um inventário mais rápido se todos os padrões e procedimentos legais estiverem satisfeitos, assim, pode-se resolver o inventário de forma extrajudicial.

Em média, o prazo para terminar o inventário extrajudicial é o mais rápido. Geralmente ele pode ser terminado em torno de 2 a 30 dias. Já o inventário judicial pode finalizar em 1 ano ou ainda mais, dependendo das divergências dos herdeiros durante o processo.

Veja as recomendações sobre o que você pode fazer para simplificar o inventário:

Além de informar quanto tempo leva para fazer um inventário em cartório, entendemos necessário dar algumas dicas relevantes.

1- Procure um advogado especializado para auxiliar você com o inventário:

Existe o chamado inventariante, que é a pessoa que representa os herdeiros ou a função da administração dos bens deixados pelo falecido.
Ele deve iniciar o inventário, aconselhado por um advogado. Alguns advogados, com pouca experiência, podem iniciar o inventário enquanto coletam informações com o cliente. Isso pode parecer bom em um primeiro momento, mas tal atitude não permite que o profissional tenha uma imagem geral para decidir sobre a melhor estratégia em frente as diferentes possibilidades que a lei oferece.

2 – Tenha em mãos os documentos requisitados pelo seu advogado:

É uma tarefa importante dos herdeiros em um processo de inventário, onde os documentos pessoais, dos ativos herdados e até certidões devem ser coletadas. Normalmente, um escritório especializado pode fornecer a questão dos certificados necessários, racionalizando assim o tempo de inventário.

O mais importante é que você armazene seus documentos pessoais de forma organizada, para que você esteja pronto mais rápido quando eles forem requisitados.

3- Defina o regime de inventário com a orientação do seu advogado o quanto antes:

Em resumo, o inventário extrajudicial é realizado sem que seja preciso adentrar na justiça, isto é, é feito diretamente no cartório, onde é mais rápido e mais barato. Já o inventário judicial é realizado por meio de um procedimento no tribunal, onde é submetido ao julgamento de um juiz, podendo levar anos para completar e geralmente custa mais caro. Em ambas as categorias de inventário, a lei força os herdeiros a contratar um advogado.

4- Uma boa conversa entre os herdeiros é sempre necessária:

Como vimos anteriormente, o modo extrajudicial é muito mais rápido. Quando os herdeiros discordam sobre qual será a distribuição da herança, o inventário deve ser feito no modo judicial, uma vez que dependerá do juiz para resolver o impasse entre os herdeiros e decidir quais herdeiros não chegaram a um acordo. Julgando como a divisão de herança deve ser feita.

Por isso, já ter acertado a divisão de bens permite que o inventário fique pronto em um tempo muito menor.

7- Faça uma reserva financeira para impostos e custos do inventário:

Em várias fases do processo de inventário, os herdeiros devem pagar impostos ou taxas relativas aos custos deixados e também devem ser pagos os impostos e serviços dos advogados. Se você pretende otimizar o processo de inventário, fale com seu advogado para tentar prever os valores e a data de cada pagamento pelo procedimento, para que você já tenha o montante em mãos.

Mantenha todos os herdeiros conscientes dos valores que todos têm que pagar e previsões de pagamento oferecidas pelo seu advogado.

Agora você já sabe quanto tempo leva para fazer um inventário em cartório e sabe também de mais algumas informações relavantes, conte isso para mais pessoas, compartilhe este texto em seu facebook, envie nos seus grupos de whatsapp e em outras redes sociais que você usa.
 

Essa publicação é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »