04/12/2021 às 08h30min - Atualizada em 04/12/2021 às 08h30min

Verdão inicia os trabalhos de pré-temporada visando o Mineiro de 2022

Atletas realizam atividades no CT Ninho do Periquito

SÍLVIO AZEVEDO
Trabalhos estão sendo feitos com parte do elenco que foi anunciado até o momento | Foto: Divulgação
O Uberlândia Esporte Clube (UEC) já começou o trabalho de pré-temporada com parte do elenco que foi anunciado até o momento. A equipe iniciou as atividades para disputar o Campeonato Mineiro de 2022, que começa a partir do dia 26 de janeiro.

Os atletas chegaram ao CT Ninho do Periquito na quarta-feira (1º) e estão fazendo os trabalhos de avaliação física e tática desde então. Entre os que chegaram está o atacante Lucas Coelho, que afirmou estar se preparando desde antes da apresentação.

“A preparação é agora, já começou. Antes de me apresentar procurei manter a forma, porque quando começa o campeonato é quando menos trabalhamos em treinamentos. É só jogo atrás de jogo. Então a preparação já começou antes. Além disso, aproveitamos esse período para conhecer os companheiros, fazer um time forte taticamente e tecnicamente para bater de frente com todo mundo”.

O goleiro Wellington Lima teve um ano de 2021 muito bom no seu antigo clube, o ABC (RN), conquistando o acesso à Série C do Brasileiro, alcançando as oitavas-de-finais da Copa do Brasil e sendo o vice-campeão do Estadual. Mas, nem por isso acredita que terá vida fácil no Verdão, pois disputará posição com Rafael Roballo, que fez uma Série D muito consistente pelo time e renovou contrato.

“O Roballo é um excelente goleiro. Já trabalhei com ele em categorias de base e sei do potencial que ele tem e do quanto ele foi importante na Série D esse ano. Certeza de que terei uma disputa sadia pela posição”.

O diretor de futebol do clube, Altamir Júnior, o Juninho, disse que o processo de fortalecimento do time não para. “O mercado vai te oferecendo as opções. Você inicia os trabalhos e detecta alguma deficiência e nós temos um departamento ligado nisso 24 horas na tentativa de estar sempre se fortalecendo”.

Segundo Juninho, um dos dificultadores do processo de contratações é a nova realidade financeira que passam os clubes, principalmente os menores, que durante anos contaram com a verba da televisão para planejar o elenco. Os direitos televisivos do Campeonato Mineiro ainda não foram definidos e os clubes, até o momento, não sabem com quanto de verba poderão contar tendo como fonte, as transmissões.

“Essa nova realidade, sem a televisão, o aporte que era nos últimos 20 anos, mexeu um pouco com essa estrutura, com a cabeça do atleta e seus representantes, porque eles quiseram manter o mesmo padrão que vinha sendo feito. Nós, como UEC, temos o interesse de cumprir com todos os compromissos, mantivemos os pés no chão e trabalhamos em cima de uma realidade”. 

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »