19/11/2021 às 15h05min - Atualizada em 19/11/2021 às 15h05min

Moradores da região sul realizam evento em defesa do Córrego Mogi em Uberlândia

Movimento conta com parceria de instituições que trabalham pela preservação ambiental

DA REDAÇÃO
Iniciativa de conscientização acontece neste sábado (20), de 9h às 12h I Foto: DIVULGAÇÃO
Moradores do entorno no Córrego Mogi em Uberlândia, em parceria com entidades socioambientais, promovem neste sábado (20), das 9h às 12h, uma ação para conscientizar a comunidade sobre a importância da preservação do cerrado que resiste aos avanços dos empreendimentos imobiliários.
 
Essa será a primeira atividade organizada pelo Movimento Preservação Córrego Mogi. Estão programadas diversas atividades de educação ambiental, além de aula de yoga, exposição de produtos orgânicos, culturais e uma apresentação cultural.
 
“Queremos que as próximas gerações continuem usufruindo dessa área verde que ainda existe dentro da cidade. Por isso, nos unimos e buscamos, junto aos órgãos públicos locais, a criação do Parque Municipal Córrego Mogi. Queremos manter o bioma do cerrado preservado e com isso mantermos o espaço como uma opção de lazer para as famílias”, disse Alcides Medeiros, um dos integrantes do movimento.
 
O arquiteto e urbanista Júlio Cesar Lavrador Andréo, também morador próximo à área de preservação do Córrego Mogi, reforça a ideia de que é preciso que a comunidade se conscientize da importância do meio ambiente.
 
“O evento tem como objetivo convidar a população para conhecer a área e iniciar um trabalho de conscientização da importância da preservação e identificação da área para conservação. E também sensibilizar o poder público”, destacou.
 
Parte da área de preservação já recebe a atenção dos moradores e do poder público, que recentemente realizou o plantio de 62 mudas de árvores nativas no local, mostrando a importância que a área do Córrego Mogi tem para o município.
 
“Já há alguns anos, os moradores, de forma individual, cuidam da área e a preservam por entenderem seu valor e potencial dentro da região onde o Córrego Mogi se encontra. Desde sua importância como Bioma até seu potencial como infraestrutura natural dentro da Zona Sul/Sudeste da cidade e, que ressoa com outras regiões, visto sua conexão com o Córrego Lagoinha e, consequentemente ao que concerne ao Córrego São Pedro (Av. Rondon Pacheco) e seus problemas e assim sucessivamente”, explicou Júlio.
 
A Associação para a Gestão Socioambiental do Triângulo Mineiro (Angá), entidade que luta pela preservação ambiental, também estará presente no evento. Segundo o biólogo e diretor de sustentabilidade da entidade, Gustavo Malacco, essa parceria é de extrema importância na busca da melhoria da qualidade de vida da população, como também respeito a milhares de espécies que vivem nas veredas e cerrados dessa região.
 
“Falamos aqui de um local que preserva água, espécies ameaçadas, reduz o calor, previne enchente e embeleza nossa cidade, propiciando lazer e paz aos habitantes. São mais de 100 campos de futebol, e precisamos falar e lutar para que continue em pé e que seja preservado a partir da criação de um Parque Municipal, que beneficiaria mais de 100 mil pessoas, nosso segundo Parque do Sabiá”.

VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »