10/11/2021 às 12h00min - Atualizada em 10/11/2021 às 12h00min

Preços de carros usados sofrem aumento de 30% em Uberlândia

Falta de insumos para produção de veículos novos impacta procura por automóveis seminovos

MARIELLE MOURA
Falta de insumos para produção de veículos novos impacta procura por automóveis seminovos I Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O valor de carros seminovos aumentaram cerca de 30% em Uberlândia. De acordo com o consultor de vendas de veículos, Jader Roberto, mesmo com o preço mais caro, as vendas na cidade foram maiores se comparadas com 2020. Economista atribuiu a alta principalmente ao aumento do dólar e a queda na fabricação de carros novos.
 
Jader Roberto é consultor de vendas de automóveis em Uberlândia há aproximadamente 20 anos e informou que o aumento no preço dos veículos chega a 30% em 2021. “Aumentou muito o preço, mais de 30%. Um carro que vendíamos por R$20 mil hoje está R$30 a R$32 mil”. 
 
Segundo o consultor, apesar da alta no preço dos carros usados, as vendas no mês outubro deste ano superaram as do mesmo período de 2020. “O mês de outubro foi bom, foi o melhor”, informou.

A auxiliar administrativo, Camila Cristina Ferreira de Araújo trocou de carro em maio deste ano e, segundo ela, se assustou com o preço que encontrou nos automóveis. “Quando pensei em trocar o meu carro em 2020 eu procurei na tabela FIPE e ele estava com o valor de R$27 mil. Quando foi em abril deste ano quando decidi trocar de carro o preço na tabela já tinha ido para R$31.900 e os veículos que olhei na época que eram R$34 mil já estavam R$40 mil”, disse.

A alternativa encontrada por ela foi comprar o carro do irmão e, assim, negociar o valor. “Meu irmão tinha um carro para vender e decidi comprar o carro dele porque eu vendi o outro veículo que tinha, dei parte do dinheiro pra ele e ele parcelou o restante sem que eu precisasse financiar em bancos”, afirmou.

Camila ainda disse a reportagem do Diário de Uberlândia que a percebeu a valorização do carro que comprou em um curto período de tempo “Em março, o carro que eu comprei valia R$31 mil, quando comprei em maio já estava custando R$36 mil e hoje o mesmo carro está valendo R$41 mil”, disse. 

A auxiliar administrativo ainda contou que chegou a procurar um carro novo para comprar, mas o preço e o tempo de entrega desanimaram ela. “Quando fui trocar o carro, cheguei a ir em uma concessionária porque queria um 0km, mas, além de estar muito caro, o carro que eu queria, por exemplo, demoraria 120 dias para chegar”, completou.

De acordo com o economista Gabriel Ivo a desvalorização cambial, a falta e o aumento do preço de insumos são os principais motivos para essa elevação no valor dos carros usados. “São três os fatores principais para o aumento no preço dos carros usados: desvalorização cambial (dólar subiu muito), aumento de preço e falta de insumos, principalmente, de semicondutores, além da  inesperada alta da carga tributária”, informou.

O economista ainda mencionou que a alta do dólar não impacta somente os veículos importados como toda a linha de produção nacional que utiliza muitos insumos que são importados na moeda.

Por fim, Gabriel disse que a alta no preço dos seminovos foi ocasionada pela falta de insumos na fabricação dos modelos 0km e isso fez a procura aumentar por esse tipo de veículo “ Tudo isso impactou muito a fabricação e venda de carro novo, o que fez aumentar muito a demanda por carro usado, o que elevou o preço desses,” completou.
VEJA TAMBÉM:

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »