08/11/2021 às 08h00min - Atualizada em 08/11/2021 às 08h00min

GAECO e Polícia Militar realizam operação contra exploração sexual e crime organizado em Uberlândia

Ação foi deflagrada nesta segunda-feira (8) com três mandados de prisão e 11 de busca e apreensão

DA REDAÇÃO
Imagens registradas pela operação mostram parte do dinheiro apreendido I Foto: Divulgação/Gaeco
Nesta segunda-feira (8) foi deflagrada a Operação Libertas, em Uberlândia. Os principais crimes investigados são associação criminosa, exploração sexual, manutenção de casa de prostituição, roubo, lesão corporal, homicídio, tentado e consumado, constrangimento ilegal, ameaças, posse e porte de arma de fogo. Ao todo, são cumpridos três mandados de prisão e 11 de busca e apreensão. A ex-vereadora de Uberlândia, Pamela Volp, está entre os investigados foi presa nesta manhã durante a operação.

As investigações foram conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), em conjunto com a Polícia Militar (PM) e a 18ª Promotoria de Justiça de Uberlândia. As investigações demonstram a existência de uma associação criminosa voltada a estabelecer o monopólio da exploração sexual de travestis e transsexuais na cidade e região, através de ameaças, lesões corporais graves contra quem tenta praticar a prostituição de forma independente do grupo criminoso.

As investigações ainda apontaram que o consórcio criminoso explora uma grande rede de prostituição envolvendo travestis e transexuais, assim como financia procedimentos estéticos, como silicone industrial, realizados clandestinamente e de forma ilegal. Além dos crimes citados, existem suspeitas de homicídios consumados e tentados envolvendo os investigados.

Cerca de 60 militares participam da operação para cumprimento dos mandados. As investigações continuam em andamento, conduzidas pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Uma entrevista coletiva foi convocada na manhã desta segunda. O Diário acompanha e traz mais informações a qualquer momento. 

* Matéria atualizada às 15h27 para complemento de informação.

VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »